Tudo o que você precisa saber sobre o 8º Fórum Mundial da Água

Data: 01/03/2018
Area:
Autor:
Categoria: Água

O 8º Fórum Mundial da Água ocorre dos dias 18 a 23 de março, em Brasília, no Distrito Federal.

Neste ano, tendo como sede o Brasil, o Fórum Mundial da Água virá pela primeira vez ao Hemisfério Sul. A oitava edição do Fórum também promete ser a maior já realizada.

O tema oficial do Fórum será “Compartilhando Água”. O objetivo é reunir os principais especialistas dos diversos assuntos relacionados ao tema, do Brasil e do mundo.

Espera-se um público de aproximadamente 45 mil pessoas, além de 10 mil congressistas. O evento pretende unir sociedade, governo, empresas privadas e pesquisadores, na discussão da crise e escassez hídrica cada vez maior.

Assuntos como alterações climáticas e aquecimento global, eventos climáticos mais frequentes e intensos, além do uso cada vez maior de água na produção de alimentos, são alguns dos temas que serão discutidos em mais de 274 atividades e 18 painéis durante o evento.

No artigo a seguir, você terá um panorama completo do Fórum Mundial da Água, além do Water Business Day, evento paralelo ao Fórum, voltado para o público empresarial.

Tenha uma ótima leitura!

O que é o Fórum Mundial da Água

A ideia do Fórum Mundial da Água nasceu em 1996, juntamente com a fundação responsável por sua criação, o Conselho Mundial da Água.

O WWC (sigla para World Water Council, o Conselho Mundial da Água) é uma organização do tipo think thank, onde especialistas se reúnem para discutir um tema, criar e agregar informações e estudos passíveis de implementação, com foco no desenvolvimento humano.

Em seu site, o WWC se apresenta como uma plataforma multi stakeholder internacional, onde diversas partes interessadas trabalham com a missão de mobilizar ações diretamente em problemas hídricos no mundo inteiro.

Para ampliar ainda mais essa discussão, reunindo conhecimento e experiências de nível internacional, foi criado o Fórum Mundial da Água, com sua primeira edição acontecendo em Marraquexe, Marrocos, no ano de 1997.

O objetivo desse primeiro Fórum foi lançar as bases, lançar desafios e estruturar normas futuras, visando a água, vida e o meio-ambiente no século XXI.

Após isso, a cada 3 anos, o Comitê Diretivo Internacional – ou ISC, International Steering Committee – é responsável por determinar o local que sediará o evento. 24 integrantes fazem parte do ISC e trabalham com a responsabilidade máxima sobre o Fórum.

Esse Comitê Diretivo Internacional é composto de 12 representantes de nacionalidades diversas, que fazem parte do Conselho Mundial da Água e são indicados pelo mesmo. Os outros 12 componentes do Comitê são indicados pelo Comitê Organizador Nacional.

Os Comitês Organizadores Nacionais são organizações próprias de cada país-sede do Fórum. Dele fazem parte as principais instituições relacionadas à água e áreas em que seu impacto pode ser mais sentido.

O Secretariado do Comitê Diretivo Internacional (ISC, sigla de International Steering Committee), com sede em Brasília, é a instância responsável pela implementação do 8º Fórum Mundial da Água, no Brasil.

Painéis e discussões, a Feira e Exposição programados para o Fórum, além dos demais assuntos administrativos relacionados ao Fórum, também são de responsabilidade do Secretariado do Comitê Diretivo Internacional.

O Diretor Executivo, principal responsável pelo Secretariado, organiza as atividades relacionadas à logística e suporte necessários para a infraestrutura e realização dos eventos do Fórum.

Os participantes do Fórum Mundial da Água

Os temas propostos no Fórum são de interesse mundial. As discussões realizadas e as decisões feitas, buscam atingir toda a sociedade.

Por conta disso, é fundamental que o público do Fórum seja composto por autoridades responsáveis por tais decisões, em suas regiões de atuação.

Assim, são esperados, no 8º Fórum Mundial da Água, inúmeros representantes políticos, chefes de Estado, parlamentares e ministros, CEOs de diversas empresas, e representantes de movimentos sociais.

Os diversos participantes poderão escolher entre inúmeros painéis, como mostra o Programa das Sessões Especiais e das Sessões Ordinárias.

As aplicações e decisões do Fórum Mundial da Água

No site da 8ª edição do Fórum Mundial da Água, é descrito claramente os principais objetivos do evento. O Fórum mostra-se como uma plataforma democrática, aberta e participativa que busca:

  • Promover o intercâmbio de experiências entre os países em boas práticas, políticas públicas e gestão integrada das águas tendo como base o lema do 8º Fórum “Compartilhando Água”.
  • Conscientizar a sociedade acerca da importância da água para o desenvolvimento socioeconômico e para a qualidade de vida no planeta.
  • Criar compromissos políticos, visando elevar o tema água na agenda de prioridades dos governos.

É importante também esclarecer que a base de todos os conteúdos dos temas e painéis do programa do Fórum, foi desenvolvido por diversos grupos de trabalho, nos últimos 2 anos.

A produção e organização desses conteúdos são implementados por cinco Comissões específicas para cada tema e interesse.

  • Processo Temático: discute temas a serem abordados pelo Fórum.
  • Processo Político: envolve governantes de níveis local, regional e nacional, parlamentares, e seus resultados são apresentados em memorandos de entendimento, acordos e tratados de cooperação para a gestão integrada das águas.
  • Processo Regional: discute diversos problemas e diretrizes para cooperação e gestão integrada das águas em cada continente ou região geográfica.
  • Grupo Focal em Sustentabilidade: discute a aderência de políticas públicas e também de ações e princípios do desenvolvimento sustentável (econômico, social e ambiental) de maneira transversal, participando dos demais processos.
  • Fórum Cidadão: promove a participação da sociedade civil organizada nas discussões, trocas de experiências e nas demais atividades do Fórum.

A participação do CEBDS no Fórum Mundial da Água

O CEBDS (Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável), com o objetivo de promover o desenvolvimento sustentável, busca estar sempre associado a governos e sociedade civil, divulgando conceitos e práticas relacionadas ao desenvolvimento.

Por conta disso, o CEBDS participará de duas Sessões Especiais durante o 8º Fórum Mundial da Água, dentro do Grupo Focal de Sustentabilidade.

Marina Grossi, presidente do CEBDS, é também Presidente do Conselho de Administração do Grupo Focal de Sustentabilidade do Fórum e estará à frente de ambas as Sessões Especiais, uma no dia 19/03 e outra no dia 22/03.

A primeira será uma apresentação das discussões e resultados do Water Business Day – side event do Fórum, que será realizado no dia anterior, 18/03.

A segunda Sessão Especial, no dia 22/03, tratará especificamente de Sustentabilidade. Nela, serão tratados três pontos principais:

  1. ações para um Fórum mais ecológico;
  2. resultados relacionados à sustentabilidade, provenientes das sessões de outros processos (através dos pontos focais);
  3. discussão geral sobre como o Fórum pode contribuir ainda mais para o uso sustentável da água.

Water Business Day

Durante o 8º Fórum Mundial da Água, ocorrerá um evento paralelo, mas diretamente associado aos objetivos e interesses do Fórum.

O primeiro Water Business Day irá ocorrer no dia 18/03, um dia antes do início do Fórum Mundial da Água. Os participantes irão se reunir na sede da CNI – Confederação Nacional da Indústria, em Brasília.

Desenvolvido e organizado pelo Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), juntamente com o CNI e a Rede Brasil do Pacto Global da ONU.

Também faz parte da co-organização do projeto o World Business Council for Sustainable Development (WBCSD), sendo o CEBDS representante brasileiro da organização.

O evento ainda contará com a parceria do CDP – Carbon Disclosure Program e do CEO Water Mandate

O que é o Water Business Day

O Brasil tem a honra de ser a sede do 1º Water Business Day, fato que entrará para a história dos Fóruns Mundiais da Água.

Tanto o Conselho Mundial da Água quanto demais instituições ligadas ao Fórum, perceberam a importância, responsabilidade e o protagonismo que indústrias e empresas do setor privado e público têm dentro da gestão e inovação sustentável e hídrica.

O Fórum é uma ótima oportunidade para reunir empresas interessadas em discutir e se envolver nas principais preocupações tratadas no Fórum, mas com um foco voltado aos negócios.

O objetivo do Water Business Day

Além de reunir empresas brasileiras e internacionais para, juntas e em um mesmo evento, discutir os rumos da sustentabilidade e o futuro da água, os participantes deverão rever sua responsabilidade perante os temas.

Também poderão compartilhar experiências e explorar novas abordagens relacionadas ao compartilhamento da água. Além disso, discutirão soluções inovadoras no campo da gestão e da segurança hídrica além, é claro, do impacto das indústrias sobre a água e a sustentabilidade.

Como objetivos principais do Water Business Day, podemos destacar:

  • Encorajar as empresas a se comprometerem com ações ambiciosas para salvaguardar os recursos hídricos.
  • Apresentar desafios e oportunidades para as empresas reduzirem seus impactos na disponibilidade e qualidade da água. Tanto em operações diretas quanto ao longo das cadeias de suprimentos.
  • Manifestar e promover boas práticas sobre água e clima, abordando a adaptação e impulsionando ações coletivas.
  • Facilitar a compreensão do papel crítico da água para as contribuições das empresas para alcançar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS da ONU, o Acordo de Paris e as Contribuições Nacionalmente Determinadas – NDCs.
  • Reforçar a mensagem de que o setor empresarial não é apenas um usuário, mas também uma parte importante da solução para melhorar a segurança da água.

Os participantes do Water Business Day

Para o Water Business Day, está sendo aguardado um público de aproximadamente 300 pessoas.

Na sua maioria, os participantes do Business Day são representantes do setor empresarial e industrial, tanto brasileiros quanto internacionais.

Também estão sendo aguardados para o Business Day diversos representantes de altos cargos de liderança em empresas e indústrias. Dentre eles, estão incluídos presidentes e vice-presidentes de grandes corporações globais.

Assim, a agenda do Business Day tem atraído bastante interesse, mesmo sendo o primeiro evento dessa categoria na história dos Fóruns Mundiais da Água.

Tanta atenção e interesse garantiu uma próxima edição do Business Day, mesmo antes de ocorrer. O evento está agendado para acontecer juntamente ao 9º Fórum Mundial da Água, no ano de 2021, no Senegal, país da África Ocidental.

A importância e relevância do Water Business Day

A ideia do Business Day nasceu para ser tratada em associação ao Fórum Mundial da Água. Os temas discutidos e propostos pelos grandes empresários no Business Day, ganharão espaço e validação em Sessões Especiais do Fórum.

Assim, novas pesquisas, novas descobertas e ações inovadoras, utilizadas de modo local e restrito, poderão ser consolidadas e compartilhadas em um espaço propício e disponível para absorver e agregar às suas próprias experiências.

É importante que todos os objetivos do Business Day e seus processos, sejam claramente documentados e organizados. A ideia é replicar esse modelo de evento nos próximos Fóruns, como o de 2021, ou até mesmo eventos itinerantes.

Conclusão

Já em sua oitava edição, o Fórum Mundial da Água ocorre a cada três anos, em diferentes países.

O evento já teve lugar em Daegu, em 2015, na Coréia do Sul; Marselha, na França, em 2012; Istambul, em 2009, na Turquia; na Cidade do México, em 2006; Kyoto, no Japão, no ano de 2003; em Haia, no ano de 2000, na Holanda; e sua primeira edição, no ano de 1997, em Marraquexe, no Marrocos.

Evento criado em 1996, nascido juntamente com o Conselho Mundial da Água, o Fórum Mundial da Água busca unir inúmeros líderes políticos e empresariais, do mundo todo, com o intuito de fixar compromissos acerca de recursos hídricos e sustentabilidade.

É importante destacar também a Expo e a Feira, que acontecerão paralelamente ao Fórum. Além de ser uma ótima oportunidade para expositores oferecerem produtos e serviços ligados ao setor, será também um ótimo espaço para fechar acordos e negócios.

O acesso à Expo é exclusivo aos inscritos no 8º Fórum Mundial da Água, enquanto a Feira terá seu acesso liberado ao público em geral, com acesso gratuito.

Para o evento desse ano, o 8º Fórum Mundial da Água, estão sendo esperados, aproximadamente, 45 mil participantes de todo o mundo, interessados na gestão hídrica mundial.



Gyssele Mendes

Informações do Autor

Gyssele Mendes

Gyssele é mestre em Comunicação Social pela UFF e assessora de comunicação do CEBDS desde 2016.