Como as empresas podem contribuir para um mundo melhor?

Data: 30/07/2017
Area: Institucional
Autor:
Categoria: Economia, Social

Em setembro deste ano, os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) completam dois anos. Em celebração a essa data, o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) inicia a ação #PorUmMundoMelhor. Idealizada pelas Câmaras Temáticas de Comunicação e Educação (CTCom) e de Impacto Social (CTSocial) do CEBDS, a ação pretende estimular as empresas associadas ao Conselho a contar como estão trabalhando em prol dos ODS. A ideia é simples: no formato de corrente no LinkedIn, as empresas devem apresentar como suas respectivas atuações vêm impactando positivamente a sociedade a partir da implementação dos ODS nas estratégias de negócios.

Propostos pelas Nações Unidas em 2015, os ODS fazem parte do esforço de construção de um mundo mais sustentável, justo e igualitário até 2030. E qual será o papel do setor empresarial nisso? Não será possível construirmos o mundo que almejamos sem a participação ativa das empresas. Daí uma das atribuições fundamentais do nosso Conselho: articular, mobilizar e engajar o setor corporativo para a implementação dos ODS.

Isso significa contribuir para a criação de metas para modelos de negócio que sejam lucrativos e que consigam gerar impactos positivos na gestão ambiental, social e econômica. Trata-se de uma mudança de perspectiva na forma de se gerenciar empresas e organizações, inserindo critérios socioambientais já no estágio de planejamento dos negócios.

Pensando nisso, o CEBDS vem promovendo uma série de iniciativas para auxiliar as empresas nesse caminho. Em parceria com a Rede Brasileira do Pacto Global e com o Global Reporting Initiative (GRI), realizamos treinamentos com representantes de empresas dos mais diversos setores em São Paulo, Niterói, Curitiba, Belo Horizonte e, em breve, teremos uma edição no Rio de Janeiro. Nesses treinamentos, as empresas recebem orientações teóricas e práticas sobre todas as etapas de implementação dos ODS nos negócios, da definição de prioridades à elaboração do relato e comunicação.

A capacitação segue o Guia dos ODS para Empresas, publicação desenvolvida pelo World Business Council for Sustainable Development (WBCSD), e disponibilizada gratuitamente em português pelo CEBDS, Pacto Global e GRI.

Em nosso site, você também encontrará a publicação ‘Contribuindo com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: a abordagem de negócios inclusivos’ , desenvolvida pelos conselhos latino-americanos vinculados ao WBCSD, dentre estes, o CEBDS.

Quer saber mais sobre os ODS e sua relação com o setor empresarial? Nós explicamos.

Os 17 ODS foram lançados em 2015 pela ONU

O que são ODS?

Os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável fazem parte do documento “Transformando Nosso Mundo: A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável” publicado pela ONU. O documento é composto por uma Declaração, 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, 169 metas, uma seção sobre meios de implementação e de parcerias globais, e um arcabouço para acompanhamento e revisão.

A agenda visa a melhorar a qualidade de vida das pessoas, preservando o ecossistema e garantindo prosperidade econômica. Trata-se, portanto, de uma oportunidade única na história para as organizações consolidarem um papel positivo e decisivo para o futuro da sociedade.

A lista é ampla e apresenta caminhos para a construção de um mundo melhor:

  1. Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares;
  2. Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar, melhorar a nutrição e promover a agricultura familiar;
  3. Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todas e todos;
  4. Garantir educação inclusiva, equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem para todas e todos;
  5. Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas;
  6. Garantir disponibilidade e manejo sustentável da água, e saneamento para todas e todos;
  7. Garantir acesso à energia barata, confiável e sustentável;
  8. Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável; emprego pleno, produtivo e trabalho decente a todas e todos;
  9. Construir infraestrutura resiliente, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação;
  10. Reduzir a desigualdade entre os países e dentro deles;
  11. Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis;
  12. Assegurar padrões de consumo e produção sustentáveis;
  13. Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos;
  14. Conservar e promover o uso sustentável dos oceanos, mares e recursos marinhos;
  15. Proteger, recuperar e promover o uso sustentável das florestas, combater a desertificação e deter a perda de biodiversidade;
  16. Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça por todas e todos;
  17. Fortalecer os mecanismos de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

Qual é o papel das empresas em relação aos ODS?

Podem ser vários. Geração de empregos, incentivo à inovação, proteção do meio ambiente, iniciativas em prol do combate às mudanças climáticas, soluções acessíveis para o fornecimento de energia etc. A área de atuação estará vinculada diretamente ao segmento no qual sua empresa está inserida.

A questão é que não são todos os negócios inclusivos que irão trabalhar com os 17 objetivos. Cada empresa atuará de acordo com as operações do seu negócio. Independentemente de quantos ODS as empresas tenham como meta trabalhar, seguir essa perspectiva tornará o empreendimento um negócio inclusivo.

A ação #PorUmMundoMelhor seguirá até meados de setembro. Até lá, você poderá conhecer a atuação de grandes empresas que vêm incluindo em suas operações os objetivos e metas dos ODS. Acompanhe nosso blog e nosso LinkedIn!

Todas e todos #PorUmMundoMelhor!



Luan Santos e Vinicius Mansur

Informações do Autor

Luan Santos e Vinicius Mansur

Luan Santos - é assessor técnico e coordenador das Câmaras Temáticas de Logística e Transportes (CTLog) e de Impacto Social (CTSocial) do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS). Trabalha desde 2008 no setor de transportes e mobilidade urbana, tendo atuado em instituições como Organização das Nações Unidas (ONU), Centro de Estudos Integrados sobre Meio Ambiente e Mudanças Climáticas (CentroClima/COPPE), Centro de Estudos em Logística (CEL/COPPEAD), Instituto de Logística e Supply Chain (ILOS), dentre outros. Vinicius Mansur - é coordenador da comunicação e da Câmara Temática de Comunicação e Educação do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) desde agosto de 2016. Jornalista, formado pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), já cobriu a COP16, em novembro de 2010, em Cancún, México; a tramitação do Código Florestal no Congresso Nacional entre 2011 e 2012; e a Rio+20, em junho de 2012, para o Jornal Brasil de Fato e para o portal Carta Maior.