Itaú Unibanco e os ODS: caminhos para o desenvolvimento sustentável

Data: 07/08/2017
Area: Institucional, Social
Autor:
Categoria:

Os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) foram lançados em setembro de 2015 e reúnem 17 objetivos e 169 metas à serem alcançados até 2030, envolvendo temáticas diversas sobre questões sociais, econômicas e ambientais. Em paralelo, o sistema financeiro tem um papel relevante para impulsionar o crescimento econômico e estimular práticas que levem a uma sociedade mais sustentável. Acreditamos então, que os ODS podem impulsionar transformações positivas porque ajudam a direcionar esforços e priorizar iniciativas, evidenciando o papel das empresas e instituições nesse contexto. Desde o lançamento, estamos comprometidos a atuar nos ODS, tanto para sua disseminação quanto para incorporação.

Um dos temas que temos atuado intensamente, conectado aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, é o empoderamento feminino, que está presente no objetivo 5: “Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas”. Alinhadas a cultura e guiadas pelo propósito de estimular o poder de transformação das pessoas, emergiram no banco iniciativas de diferentes áreas para a promoção da equidade, seja no âmbito dos colaboradores, com a incorporação da temática na estratégia de diversidade, criação de política para mães e gestantes, além do diagnóstico sobre ascensão feminina; dos clientes com o apoio ao empreendedorismo feminino e compreensão do comportamento financeiro feminino para desenvolvimento de soluções que contemplem as necessidades financeiras das mulheres; e na sociedade, com o incentivo à educação de disciplinas de exatas para meninas e comunicação incentivando a igualdade.  São exemplos de iniciativas e para cada uma delas, existe um desafio específico mas que estão unidas por um mesmo objetivo: favorecer o desenvolvimento econômico e social do país através de um ambiente de oportunidades iguais para mulheres e homens.

Dentre essas ações, destacamos o Itaú Mulher Empreendedora, programa iniciado em 2014, baseado nos pilares capacitação, inspiração e conexão. Em uma plataforma online, hoje com mais de 6 mil empreendedoras, disponibilizamos gratuitamente vídeos, artigos e ferramentas com foco em gestão, finanças, marketing e inovação, além de uma seção para troca de mensagens entre as participantes. Ainda no pilar de capacitação, as participantes podem se inscrever em workshops, programa de mentoria e programa de aceleração de empresas, favorecendo possibilidades de crescimento e diferenciação de seus negócio. No pilar de inspiração, uma das frentes é o compartilhamento de trajetórias de sucesso de mulheres empreendedoras, através de palestras e vídeos, que ajudam a criar novas referências de liderança. Para intensificar a conexão entre elas, uma das iniciativas, é a Rodada de Negócios, que reúne empreendedoras de diferentes segmentos para apresentarem suas empresas umas as outras, estimulando a realização de parcerias, negócios e networking.

Uma das formas de mensurar os resultados do programa foi por meio de uma pesquisa, realizada em 2016, que comparou as participantes do programa com empreendedoras que não estão envolvidas na iniciativa. O estudo mostrou que as empreendedoras que participam do Itaú Mulher Empreendedora, apresentam faturamento maior e estão trabalhando para alavancar suas empresas; contratando mais produtos financeiros, investindo mais e ao mesmo tempo se endividando menos.

Ao longo dos últimos anos, assumimos compromissos voluntários, como o Programa Pró Equidade de Gênero e Raça, Movimento Mulher 360º, Coalizão Empresarial para Equidade Racial e de Gênero, Global Banking Alliance for Women (GBA) e mais recentemente, em 2017, aderimos aos Princípios de Empoderamento das Mulheres (Women’s Empowerment Principles – WEPs), termo proposto pela ONU Mulheres e pelo Pacto Global. O reflexo do comprometimento com a busca pela igualdade de gênero, foi a nossa entrada para o Índice Bloomberg de Igualdade de Gênero em Serviços Financeiros em 2017, que reconhece as empresas pelo compromisso com a igualdade de gênero e transparência nas ações. Ainda em 2017, fomos reconhecidos pelo prêmio Great Place to Work como a 4ª melhor empresa brasileira para as mulheres trabalharem.

Os resultados das ações e os reconhecimentos mostram que estamos no caminho certo de uma ampla jornada que exige dedicação e aprendizado constantes. Estamos comprometidos a seguir avançando na promoção de um ambiente de respeito e oportunidades iguais para todos.

Compartilhamos a importância de que empresas promovam internamente imersões nos ODS e os considerem em suas metas, identificando aqueles nos quais elas possam melhorar o impacto positivo e reduzir o negativo, e então estabeleçam as ações para endereça-los, com indicadores e metas que possam ser acompanhados. Dessa forma, com esforços de todos os setores da sociedade, chegaremos cada vez mais perto de atingir os objetivos do desenvolvimento sustentável.



Denise Hills

Informações do Autor

Denise Hills

Denise Hills é superintendente de Sustentabilidade e Negócios Inclusivos – Itaú Unibanco e possui quase 30 anos de experiência no mercado financeiro. Em 2010, assumiu a liderança da área de Sustentabilidade no Itaú Unibanco e mais recentemente a área de Negócios Inclusivos, dentre os quais estão os programas de Microcrédito e Itaú Mulher Empreendedora. Está diretamente envolvida com iniciativas da ONU relacionadas ao setor financeiro, sendo chair da Latin America Task Force, e co-chair do Steering Committee, ambos da UNEP-FI (United Nations Environment Programme - Finance Initiative). É membro do conselho do CEBDS (Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável) e da Comissão de Sustentabilidade da FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos), e está na vice-presidência do Pacto Global desde 2015.