Um mundo melhor só será possível com a liderança do setor empresarial

Data: 20/09/2017
Area: Comunicação, Social
Autor:
Categoria: Social

Durante dois meses, o CEBDS abriu seus canais digitais para a ação #PorUmMundoMelhor, que atraiu 20 empresas e a Rede Brasileira do Pacto Global para mostrarem como os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) vêm integrando suas estratégias de negócios.

Por meio de textos no blog e posts no LinkedIn, CEOs e executivos de grandes companhias apresentaram ações e projetos que envolvem desde a geração de renda para mulheres indígenas até a gestão do Fundo Amazônia, que fomenta iniciativas de combate ao desmatamento.

Há 20 anos, o CEBDS vem aliando a perspectiva empresarial às questões socioambientais que despontam no mundo em intensa transformação. No texto de abertura da ação, Luan Santos e Vinicius Mansur explicaram o Guia dos ODS para Empresas que traz o passo a passo para a implementação dos ODS, indo do mapeamento das metas até o relato feito sobre os objetivos. Agora, o CEBDS lança a versão em português do Guia do CEO para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, em parceria com o World Business Council for Sustainable Development (WBCSD).

Esse Guia partilha da visão de que o setor privado deve desempenhar um papel crucial como fonte de financiamento; impulsionador de inovação e desenvolvimento tecnológico; e como motor fundamental do crescimento econômico e do emprego, com o horizonte sempre voltado para o alcance das metas e objetivos globais de sustentabilidade.

Nesse cenário, torna-se essencial a liderança dos CEOs, convertendo as necessidades e ambições que os ODS representam em soluções empresariais. O Guia ressalta ainda a importância de se divulgarem as ações que envolvem os ODS nas empresas, como fizemos nesses últimos dois meses (e continuaremos fazendo #PorUmMundoMelhor!).

Paul Polman, CEO global da Unilever e chairman do WBCSD, é um dos grandes entusiastas dos ODS. Consciente da importância dos objetivos globais, Polman afirma que “não existe business case para a pobreza sem fim”. É, portanto, de interesse das empresas (e do mundo!) criar um futuro sustentável e igualitário para todas e todos.  

Abaixo, você poderá conhecer os pontos centrais do guia!

Guia do CEO para os ODS

De modo geral, o Guia defende que gerir os impactos sociais negativos, especialmente aqueles vinculados aos direitos humanos, deve ser uma prioridade para qualquer empresa. O documento baseia-se no relatório Better Business, Better World, elaborado pela Comissão de Desenvolvimento Sustentável e Empresarial e publicado no início deste ano.

O Guia traz seis recomendações fundamentais aos CEOs:

Estas soluções permitirão às sociedades gerir melhor os riscos, prever a demanda do consumidor, construir posições em mercados em expansão, garantir o acesso a recursos necessários e reforçar as respectivas cadeias de fornecimento, ao mesmo tempo que farão o mundo avançar em direção aos ODS.

Caso sua empresa não se adapte ao novo cenário, o Guia destaca que quatro implicações podem ocorrer:

Não fazer nada é uma opção cara e, sejamos sinceros, não é mais uma opção. Faça dos ODS o seu negócio! Leve isso para sua família, seus amigos e para as comunidades em que você circula.

Um belo exemplo disso pode ser encontrado no texto “A Better World: It’s a Family Affair”, escrito por Gabriela Burian, diretora global de Sustentabilidade da Monsanto e consultora estratégica do WBCSD para as Américas. Com leveza, ela mostra como sua família está empenhada em implementar os ODS por meio de ações que todos nós podemos (e devemos) fazer cotidianamente.

Construir um mundo melhor é responsabilidade de todos nós, mas é fundamental que o setor empresarial assuma seu papel de liderança.

Leia os textos e posts de todas as empresas participantes de ação #PorUmMundoMelhor:

Vale: Blog e LinkedIn
Siemens: BlogLinkedIn
Itaú-Unibanco: BlogLinkedIn
Monsanto: BlogLinkedIn
Anglo American: Blog e LinkedIn
Ticket Log: BlogLinkedIn
CPFL: BlogLinkedIn
ArcelorMittal: BlogLinkedIn
Natura: BlogLinkedIn
Ambev: BlogLinkedIn
Neoenergia: BlogLinkedIn
Boticário: Blog e LinkedIn
Votorantim Cimentos: BlogLinkedIn
Suzano:BlogLinkedIn
BASFBlogLinkedIn
EletrobrasBlogLinkedIn
ShellBlogLinkedIn
BNDES: 
Blog e LinkedIn
Aegea: Blog e LinkedIn
Alcoa: Blog e LinkedIn



Marina Grossi

Informações do Autor

Marina Grossi

Marina Grossi is an economist and has been president of the Business Council for Sustainable Development (CEBDS) since 2010. She was a Brazilian negotiator at the United Nations Framework Climate Change Convention Party Conference between 1997 and 2001 and coordinator of the Brazilian Climate Change Forum between 2001 and 2003. She also took part in the Kyoto Protocol negotiations.