Sala de Imprensa

CEBDS apresenta na Alerj proposta de mecanismo precificação de carbono

13/09/2018

O estudo “Precificação de Carbono na Indústria Brasileira”, encomendado pelo Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), será apresentado na próxima quarta-feira (19), na Alerj, às 10h. Laura Albuquerque, assistente técnica do CEBDS, foi convidada pela Câmera Temática de Desenvolvimento Sustentável para mostrar como o mecanismo pode ser  introduzido no âmbito estadual. O estudo teve como base a experiência de outros países e levou em conta as discussões em andamento entre o governo e a sociedade civil, bem como os estudos atuais que analisam as opções de precificação de carbono no Brasil.

– Na ausência de instrumentos econômicos, os custos ambientais e socioeconômicos associados às emissões de Gases do Efeito Estuda (GEE) não são captados pelo mercado. Com a precificação de carbono, cria-se uma motivação financeira para que as empresas e os consumidores reduzam suas emissões e para que a mitigação siga a trajetória de menor custo agregado para a economia. Nossa ideia é que a velha economia seja o agente financiador da nova economia que privilegia o baixo carbono – explica Marina Grossi, presidente do CEBDS  e integrante do Steering Committe do Carbon Pricing Leadership Coalition (CPLC).

O estudo foi realizado pelo  professor Ronaldo Seroa da Motta, do Departamento de Economia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.  Os principais pontos da proposta preveem um processo gradual, com fase inicial de compromisso de cinco anos, licenças gratuitas no início e preço-teto de equilíbrio não maior que US$ 10 por tonelada de CO2. O documento foi entregue por Marina Grossi ao Ministro Eduardo Guardia em julho deste ano.

 

Serviço

Reunião da Câmara de Desenvolvimento Sustentável

Dia: 19 de setembro

Horário: 10h às 12h

Local: Alerj – Palácio XXIII de Julho (Anexo ao Palácio Tiradentes) – Rua Dom Manuel, s/n° – 6º andar, Auditório Senador Nelson Carneiro.

O encontro é gratuito e aberto ao público. Inscreva-se pelo e-mail: forumdesenvolvimentorj@gmail.com ou pelo telefone (21)2588-1145.