Projetos

below50

Colaboração global que tem como objetivo impulsionar o desenvolvimento do mercado global e nacional de combustíveis sustentáveis. O CEBDS é responsável pela liderança do projeto na América do Sul, buscando adaptar o projeto global ao contexto da região.


Área: Institucional, Logística e Transportes

O below50 é uma colaboração global que tem como objetivo impulsionar o desenvolvimento do mercado global e nacional de combustíveis sustentáveis. O projeto busca criar demanda para combustíveis que, como o etanol e o biodiesel, emitam 50% menos CO2 do que os combustíveis tradicionais. O below50 se propõe a:

  1. aumentar o número de empresas que optam pelos combustíveis below50;
  2. criar oportunidades intersetoriais via cadeias de suprimentos;
  3. demonstrar que os combustíveis below50 possuem um apelo econômico, social e ambiental;
  4. abordar as barreiras legislativas e financeiras no abastecimento dos combustíveis below50.

Criado pelo World Business Council for Sustainable Development (WBCSD), o below50 responde aos desafios apontados pela iniciativa Low Carbon Technology Partnerships initiative (LCTPi). O Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) é responsável pela liderança do below50 na América do Sul, dando origem ao below50hub América do Sul, que busca adaptar o projeto global ao contexto da região.

 

Relevância no contexto brasileiro

Em função das condições extremamente favoráveis para produção de biocombustíveis no Brasil, o país pode ser o mais importante player no mercado below50 internacional, ainda em desenvolvimento.

A experiência brasileira neste mercado começa com a criação do Programa Nacional do Álcool (Proálcool), em 1975, e passa pelas sucessivas elevações da mistura obrigatória do biodiesel. Apesar deste histórico, a participação da bioenergia – etanol e biodiesel – na matriz brasileira chegou a apenas 17,6% em 2014, o que sinaliza uma grande oportunidade para a expansão dos biocombustíveis no país. O uso dos biocombustíveis tem inúmeras vantagens:

  1. Aumento da segurança energética;
  2. Redução da dependência da importação de petróleo;
  3. Geração de emprego e renda no meio rural;
  4. Dinamização da economia;
  5. Redução de emissões de gases de efeito estufa (GEE).

Tais vantagens alinham o país aos compromissos assumidos na NDC Brasileira (Acordo de Paris) e no âmbito dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Além disso, o below50 visa impulsionar iniciativas nacionais, comoRenovaBio que busca dobrar a produção brasileira de etanol, e internacionais como o BioFuture Platform, plataforma criada para promover o diálogo sobre políticas e colaboração entre os principais países, organizações, academia e setor privado sobre a necessidade de acelerar o desenvolvimento de soluções baseadas em combustíveis não-fósseis nos transportes, produtos químicos, plásticos e outros setores.

 

Conheça os ODS associados ao below50:

 

 

Faça parte do below50 – hub América do Sul

Organizações de qualquer etapa da cadeia de abastecimento podem participar do below50. O critério de entrada considera se sua empresa ajuda a produzir, investir ou consumir combustíveis below50, ou seja, aqueles que emitam 50% menos CO2 em relação aos combustíveis tradicionais. Confira alguns dos setores que podem participar do below50:

 

Oportunidades below50:

  1. Impulsionar o engajamento político regional e global, promovendo iniciativas público-privadas;
  2. Aumentar o crescimento da demanda por biocombustíveis;
  3. Sediar diálogos regionais para desenvolver relacionamento com investidores e financiadores, dentre outras oportunidades de negócio.

 

Parceiros below50hub América do Sul

 

 

 

 

 

 

 

Para mais informações sobre como sua organização pode participar do below50 – hub América do Sul, entre em contato por meio do seguinte e-mail: luan.santos@cebds.org   
Caso queira mais informações sobre o projeto global, acesse www.below50.org



Notícias Relacionadas

CEBDS e ABiogás fecham parceria para promoção de biocombustíveis

24/08/2017
As organizações firmaram parceria a fim de discutir e incentivar o uso de biocombustíveis no Brasil dentro below50 – hub América do Sul.

CEBDS debate compromissos ambientais do Brasil no Ethanol Summit

27/06/2017
A presidente do CEBDS, Marina Grossi, participou do painel “NDC e os compromissos ambientais do Brasil” e defendeu a centralidade da ampliação do uso de biocombustíveis para o cumprimento das metas do Acordo de Paris. Confira!
Veja todos os Parceiros