Prêmio CEBDS de Liderança Feminina 2018

Chegamos à reta final da escolha das lideranças femininas que mais contribuem para implantação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). E agora está nas suas mãos ajudar a escolher a vencedora da categoria voto popular.

Abaixo, uma relação com as 18 candidatas que foram indicadas pelo público para a categoria. Nessa segunda etapa, somente uma candidata poderá ser escolhida a liderança feminina na categoria voto popular. O resultado será divulgado durante o Congresso Sustentável 2018 no dia 11 de setembro.

Prorrogada a votação! Você tem até o dia 25 de agosto, às 23h59, para votar na sua canditada. E lembre-se: só vale um voto por pessoa!

Ana Cristina Gales

Professora adjunta e pesquisadora da Disciplina de Infectologia da EPM/UNIFESP e diretora dos Laboratórios Alerta e Especial de Microbiologia Clínica. Também é vice-coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Infectologia da UNIFESP. É pesquisadora do CNPq desde 2004, nível 1A desde março de 2010, e foi agraciada com o Prêmio Elsevier/CAPES 2014 pela contribuição para o desenvolvimento da produção científica brasileira.

Ana Paula Lisboa

Escritora, coordenadora de metodologia na Agência de Redes para Juventude. Ana é favelada e carioca de nascimento e atualmente divide a vida entre o Rio de Janeiro e Luanda, onde dirige a produtora cultural Aláfia. Desde 2016 escreve periodicamente para a revista feminista AzMina e para o Segundo Caderno do jornal O Globo.

Carla Fernandes

Farmacêutica Bioquímica, Carla é especialista em Cancerologia pelo Hospital do Câncer e em Farmacologia Clínica pelo IPH. Fez MBA em Gestão de Saúde pela FGV, é mestranda na área de Infectologia na UNIFESP e, atualmente, é gerente de Suprimentos e Farmacêutica Responsável do Hospital Santa Paula.

Celina Turchi

Pesquisadora convidada da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) de Pernambuco. Professora aposentada da Universidade Federal de Goiás (UFG). Celina coordenou uma força-tarefa incluindo cientistas brasileiros e de outros países responsável pela descoberta da associação entre o vírus da zika e a microcefalia. A informação foi fundamental para nortear o trabalho de prevenção e acompanhamento dirigido a grávidas residentes nas áreas de risco de todo o planeta.

Clarissa Lins

Economista, membro do Conselho de Administração da Petrobras e sócia fundadora da Catavento, consultoria especializada em estratégia e sustentabilidade. Sua atuação destaca-se pelo mapeamento de tendências globais, visão estratégica e articulação com atores relevantes, com ênfase no impacto de transição energética e mudanças climáticas nos negócios. Clarissa é membro independente o Comitê de Sustentabilidade da Vale, diretora executiva do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis – IBP e senior fellow dos Centros de Energia e de Infraestrutura do Centro Brasileiro de Relações Internacionais – CEBRI. Tem larga experiência no setor privado e público, tendo sido membro e Chair do External Review Committee da Shell plc, e executiva na Fundação Brasileira para Desenvolvimento Sustentável – FBDS, Petrobras, BNDES e no Ministério da Fazenda.

Cristiane Lourenço

Formada em Relações Públicas pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e pós-graduada em Negócios Sustentáveis pela Universidade de Cambridge. Antes de juntar-se à Bayer, atuou com Sustentabilidade e Inovação em empresas de bens de consumo liderando o tema em países como Brasil, Índia, EUA e Reino Unido. Nos últimos anos, Cristiane tem fomentado a sustentabilidade na agricultura ampliando esforços através de parcerias com produtores, cooperativas, indústrias, supermercados e varejo para garantir o desenvolvimento sustentável na produção de alimentos, fibras e energia.

Debora Gepp

Analista de Diversidade & Inclusão na Braskem. Socióloga com foco em Recursos Humanos, na área de desenvolvimento organizacional. Com habilidade em estruturar e gerenciar projetos de desenvolvimento, programas de diversidade, ambiente de trabalho e aquisição de talentos.

Flávia Rossi

Doutora em Patologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Especialista em Microbiologia Clínica. Diretora Médica do Serviço de Microbiologia da Divisão de Laboratório Central do complexo do Hospital das Clínicas da FMUSP. Membro do Comitê de Padronização Laboratorial Americano: CLSI. Membro: API, SBI e ASM. Consultora de Microbiologia para projetos nacionais e internacionais.

Heliana Kátia Tavares Campos

Engenheira Civil com especialização em Engenharia Sanitária e Ambiental pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e mestre em Desenvolvimento Sustentável pela Universidade de Brasília (UnB). Atua como diretora da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES/DF). Idealizadora do Fórum Nacional Lixo e Cidadania e da campanha “Criança no lixo nunca mais”, além de consultora nas seguintes instituições: Ministério do Meio Ambiente (MMA), na área de gestão dos Resíduos Sólidos Urbanos; Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Fundação Vale

Joyce Toyota

Co-fundadora e diretora executiva da Vetor Brasil. Ela possui MBA e mestrado em Educação pela Stanford University e é graduada em Engenharia Elétrica pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Joice atuou como presidente da Federação de Empresas Juniores do Estado de São Paulo em 2005.

Juliana Lopes

É atualmente responsável pelo Departamento de Sustentabilidade da Amaggi. Ingressou no Grupo em janeiro de 2006, como Coordenadora de Desenvolvimento Social. Em 2013, tornou-se diretora de sustentabilidade do Grupo Amaggi. Sua equipe foi responsável por algumas das realizações mais relevantes do Grupo, como a certificação da Mesa Redonda da Soja Responsável (RTRS) e o reconhecimento da Forest Footprint Disclosures (FFD).

Liliane Rocha

Fundadora e CEO da Gestão Kairós, consultoria de sustentabilidade e diversidade e autora do Livro “Como ser um líder inclusivo”. Tem 14 anos de experiência na área de Responsabilidade Social em empresas de grande porte. É Mestre em Políticas Públicas pela FGV, MBA Executivo em Gestão da Sustentabilidade na FGV, Especialização em Gestão Responsável para Sustentabilidade pela Fundação Dom Cabral, MBA em Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching, graduada em Relações Públicas na Cásper Líbero. Criadora do termo diversitywashing (lavagem da diversidade) para falar de empresas que se apropriam de atributos da diversidade em comerciais, propagandas e produtos sem trazer diversos, mulheres, negros, pessoas com deficiência, LGBTQI+ entre outros para dentro da empresa.

Marcelle Medeiros

Em 2011, foi criada a Fundação Laço Rosa— uma instituição sem fins lucrativos, que nasceu a partir da emocionante história de vida de três irmãs, e que hoje se destaca não só no Brasil, mas internacionalmente, na disseminação da informação de qualidade, na influência de políticas públicas para o câncer de mama e na defesa de direitos de pacientes e resgate da autoestima. Marcelle Medeiros é presidente voluntária da Fundação.

Maria Rita Elmor

Possui graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos pela Fundação Lusiada Celus e Residência Médica em Patologia Clínica pelo Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (IAMSPE). Atualmente é coordenadora médica dos setores de microbiologia dos laboratórios clínicos do Hospital Benemerita Sociedade Portuguesa de Beneficência - SP e do Hospital do Coração - SP.

Mônica Pilz Borba

Pedagoga pela PUC-SP e possui pós-graduação em Educação Ambiental pela Faculdade de Saúde Pública da USP e em Agricultura Biológico Dinâmica pelo Instituto Elo, é fundadora e gestora do Instituto 5 Elementos – Educação para a Sustentabilidade desde 1993, coordenadora e professora de cursos de educação ambiental. que atua há 26 anos.

Natalia Hazarian

Nascida e criada em São Paulo, sua experiência profissional internacional inclui as Nações Unidas, a Edelman - a maior empresa de relações públicas do mundo - e multinacionais como Unilever e Infosys. Natalia também coordenou projetos habitacionais de emergência para 91 famílias em 5 comunidades carentes de São Paulo através da Techo, uma ONG latino-americana que luta contra a pobreza extrema implementando programas de inclusão social.

Patricia Santos

Profissional de Recursos Humanos há 18 anos. Formada em Pedagogia pela FMU, pós-graduada em Gestão de Pessoas pela USP e com MBA em Administração pela Trevisan Escola de Negócios, é fundadora da Empregueafro, uma consultoria de RH focada em diversidade étnico-racial. Patrícia já atuou como professora no SENAC/SP por 8 anos e, atualmente, é professora de pós-graduação na FECAP e faz parte do time de especialistas do programa "Encontro com Fátima Bernardes" da TV Globo.

Tania Cosentino

Desempenha um papel importante no campo da sustentabilidade, especialmente em temas relacionados com a eficiência energética, acesso à energia, empoderamento das mulheres e diversidade. No âmbito da equidade de gênero, Tânia inspira e lidera ativamente o Programa HeForShe na Schneider Electric América do Sul, uma iniciativa da ONU Mulheres e Pacto Global da ONU e também atua como membro do Women Advisory Board da Schneider Electric.

Esta enquete não está mais aberta para votação