Notícias

25/06/2019 às 02:27

BRK é destaque no ranking de saneamento dos municípios

BRK é destaque no ranking de saneamento dos municípios

Aquasfera, com informações da BRK

As cidades de Palmas (TO), Rio Claro (SP) e Cachoeiro de Itapemirim (ES), todas atendidas pela BRK Ambiental, maior empresa privada de saneamento básico do Brasil, estão entre os destaques do Ranking ABES da Universalização do Saneamento deste ano, realizado pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES).

A pesquisa avalia o percentual dos municípios brasileiros com acesso aos serviços de saneamento básico, que engloba abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto e administração adequada dos resíduos sólidos. As cidades foram organizadas em quatro categorias: “rumo à universalização” (489 a 500 pontos), “compromisso com a universalização” (450 a 488 pontos), “empenho para a universalização” (200 a 449 pontos) e “primeiros passos para a universalização” (abaixo de 200 pontos).

O ranking aponta Palmas (TO) como a única capital da região Norte na categoria “compromisso com a universalização” – o tratamento de esgoto alcançou 75,46% do município, de acordo com o ranking deste ano, contra 44,88% em 2018.

A cidade de Rio Claro (SP) aparece como um dos melhores municípios de grande porte na categoria “rumo à universalização”, com notas máximas em abastecimento de água e tratamento de esgoto (500 pontos).

O município de Cachoeiro de Itapemirim (ES) é citado na categoria “compromisso com a universalização”, em cidades de grande porte, que registrou um salto de 77,56% no índice de tratamento de esgoto de 2018 para 97,89% em 2019.

Ainda entre as cidades de grande porte, na categoria “empenho para universalização”, o ranking apresenta Sumaré (SP), com índice de abastecimento de água de 98,82%, e Blumenau, com o abastecimento de água em 99,96%. Já Mauá é citada no segmento “compromisso com a universalização”, com tratamento de esgoto de 90,56%.

Atualmente a BRK Ambiental está presente em 185 municípios e a missão da empresa é contribuir com a universalização do saneamento básico no país. Nos últimos 18 meses, a companhia investiu R$ 1,5 bilhão para alcançar as metas definidas. Até 2023, serão investidos R$ 7 bilhões nas operações da BRK.

Metodologia

Divididos em municípios de grande porte (acima de 100 mil habitantes) e de pequeno e médio porte (abaixo de 100 mil habitantes), a análise abrange 1.868 municípios – todos que forneceram dados ao Sistema Nacional de Informações de Saneamento (SNIS), indicador utilizado pelo Ministério das Cidades.

Além de analisar indicadores de abastecimento de água, coleta de esgoto, tratamento de esgoto, coleta de resíduos sólidos e destinação adequada de resíduos sólidos, o estudo relacionou os dados do saneamento à saúde e faz uma correlação entre a pontuação total alcançada pelos municípios e a taxa de internação por doenças relacionadas ao saneamento ambiental inadequado.