Notícias

04/02/2020

Detergentes fazem Cedae interromper produção do Guandu

Detergentes fazem Cedae interromper produção do Guandu

Aquasfera, com informações da Cedae

A Cedae retomou na manhã desta terça-feira (4) a produção da Estação de Tratamento de Águas (ETA) Guandu, que havia sido suspensa após a identificação de detergentes na água bruta captada pela unidade. O fechamento das comportas da entrada do canal principal da estação foi anunciado no final da tarde de segunda-feira, depois que análises laboratoriais detectaram a presença de surfactantes (detergentes).

De acordo com a Cedae, “o material foi arrastado pelas fortes chuvas registradas na Região Metropolitana do Rio desde a noite de domingo (02/02)”. A reabertura das comportas do canal principal da estação ocorreu após técnicos da Companhia constatarem que não há risco à operação.

“O abastecimento já foi retomado – de forma gradativa por motivos de segurança operacional –, mas em alguns locais, como ruas altas, pode levar até 72 horas para se restabelecer completamente”, informou a empresa por meio de nota.

De acordo com a Cedae, a qualidade da água não foi afetada porque “acionou o protocolo de segurança e interrompeu a operação da estação, para não comprometer o tratamento”. A empresa informou, ainda que manteve a

Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado do Rio de Janeiro (Agenersa) e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) informados sobre os procedimentos.