Notícias

21/09/2019

Investimentos em reúso e saneamento poderiam render R$ 10 bi no RJ

Investimentos em reúso e saneamento poderiam render R$ 10 bi no RJ

Aquasfera, com informações da Firjan

Levantamento realizado pela Firjan revela que o Estado do Rio de Janeiro tem potencial para receber aproximadamente R$ 10 bilhões de investimentos em projetos de saneamento e de abastecimento industrial com água de reúso com a participação da iniciativa privada. A informação foi apresentada no último dia 12 pelo gerente de Infraestrutura da Firjan, William Figueiredo, durante workshop organizado pela entidade que debateu inovações no setor.

A Firjan identificou 21 oportunidades de concessões e PPPs no estado, referentes ao tratamento de água e de esgoto, o que poderia gerar investimentos de R$ 7,6 bilhões. Já em relação às oportunidades para o abastecimento industrial com água de reúso, a Firjan mapeou seis oportunidades, entre as estações de tratamento de esgoto (ETEs) de maior vazão.

“Se compararmos ao que foi realizado no caso de sucesso do Aquapolo, em São Paulo, e multiplicarmos o valor investido por esses seis projetos que identificamos, teremos um investimento de R$ 2,2 bilhões. Assim, somando o potencial desses dois levantamentos temos um total de R$ 9,8 bilhões em projetos para aquecer a economia”, pontua William Figueiredo, gerente de Infraestrutura da Firjan.

Oportunidades de reúso

O estudo da Firjan, intitulado Oportunidades e Desafios para o Reúso de Água na Indústria do Rio de Janeiro, faz um mapeamento das oportunidades, avaliando a localização e as condições de operação das ETE do estado e as demandas industriais existentes no seu entorno. De acordo com o trabalho, as oportunidades se concentram, principalmente, na Região Metropolitana, nas proximidades das ETE de alta vazão Sarapuí (Belford Roxo), Pavuna (Rio de Janeiro), Deodoro (Rio de Janeiro), Jardim Gramacho (Duque de Caxias) e Jardim Catarina (São Gonçalo).

Destacam-se ainda o Distrito Industrial de Santa Cruz, situado próximo à ETE Sepetiba (média vazão), e o entorno das ETE Engenheiro Gil Portugal (Volta Redonda) e Alegria (Resende), no Sul Fluminense, e da ETE Chatuba (Campos dos Goytacazes), no Norte Fluminense.