Ações a partir de matriz de oportunidades

Ficha Técnica

Empresa

ArcelorMittal

Metas:

  • 2

    Mitigar os riscos da água para o negócio.

Descrição geral

Criação do Plano Diretor de Águas permitiu a gestão a partir de matriz de oportunidades.  Diretrizes utilizam o método de categorização desenvolvido pelo CEBDS.

Para direcionar a estratégia frente às mudanças de disponibilidade hídrica estabelecidas em 2014, a ArcelorMittal Brasil criou o Plano Diretor de Águas (PDA). As diretrizes consistem em uma metodologia de gestão que possui  conjunto de ações estruturado a partir de matriz de oportunidades, capaz de identificar os riscos hídricos sujeitos as atividades siderúrgicas. Também desenvolve e prioriza ações de mitigação e otimização do processo, além de estabelecer governança adequada para a Gestão Hídrica em cada site.

Para gerenciar os riscos hídricos de forma satisfatória, o Plano utiliza o método de categorização desenvolvido pelo Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) referente ao programa de Gerenciamento de Riscos Hídricos, publicado em março de 2015.

Atualmente, o Plano Diretor de Águas já foi implantando em todas as unidades do grupo ArcelorMittal Brasil e a aplicação dessa metodologia nos demais sites permitiu uma redução no consumo específico médio das principais unidades produtoras em 34,4% (de 3,43 m³/t em 2014 para 2,25 m³/t em 2017). A meta, a longo prazo, é eliminar a necessidade de captação de água externa.

O PDA possui estrutura estabelecida por três eixos de ação: fontes alternativas, uso eficiente da água e representação institucional. No primeiro eixo destacam-se a captação de água subterrânea e estudos para reuso da água advinda das Estações de Tratamento de Água e Esgoto.

Em relação ao uso hídrico eficiente, além de ações de gestão, foram realizados investimentos para o aumento da recirculação e estudos de P&D para identificar oportunidades de otimização do uso da água. As ações institucionais ocorrem na participação de fóruns representativos e compromissos públicos. Esse conjunto de ações é identificado e desenvolvido por equipes multidisciplinares e as ações para atingir as metas são determinadas a partir de matriz de oportunidade que correlaciona o nível de complexidade de implantação aos resultados das ações. Assim, gera-se fonte de informação para subsidiar decisões de investimentos.

Atualmente, a principal meta, em longo prazo, estabelecida pela metodologia do Plano, consiste na eliminação da necessidade de captação de água externa para os processos industriais. Neste quesito, o grupo já iniciou estudos para identificação das potenciais fontes e análises de viabilidade de implantação.

A avaliação do Plano Diretor de Águas é realizada por meio de análise crítica das ações quanto aos resultados esperados e obtidos, e verificação de atendimento aos requisitos do programa.

Galeria de Mídias

Documentos para download

  • 10 Diretrizes para o Desenvolvimento Sustentável da ArcelorMittal

    10 Diretrizes para o Desenvolvimento Sustentável da ArcelorMittal