Evento paralelo na COP

Data: 11/12/2014
Autor:

 

Driblando todos os desafios ao longo dos últimos seis meses e ajustando todas as variáveis imprevisíveis, e por isso mesmo, fora do controle, realizamos o nosso Side Event e, como diz o ditado, a emenda saiu melhor que o Soneto!

O painel de alto nível liderado apenas por mulheres conduziu uma discussão de grande relevância para a questão da mudança do clima, abordando financiamento e eficiência energética e atraiu a atenção de um publico variado de participantes, em grande maioria, peruanos e estrangeiros.

O Side Event Climate Finance: what are the challenges to the private sector levantou uma discussão relevante sobre o papel da eficiência energética para a oferta futura de energia e para a redução das emissões de gases de efeito estufa, a importância de garantirmos o acesso às linhas de financiamento existentes, a necessidade de ressaltarmos o valor social do carbono e ainda, a existência de outros instrumentos de mercado existentes para a descarbonização da economia, como a precificação de carbono.

Resultado do trabalho conjunto entre a CTClima e a CTFin, o Side Event lançou a publicação Destravando o financiamento à eficiência energética no Brasil: soluções financeiras e não-financeiras para os agentes de mercado que trouxe informações relevantes para a mesa de discussão como, por exemplo, apesar do potencial do país em eficiência energética (10GW) corresponder a quase uma Itaipu em 2022 e da existência de, aproximadamente, R$42 bilhões para projetos de eficiência energética, dos quais R$400 milhões são linhas específicas, os investimentos no país nesses projetos correspondem a apenas  30% do seu potencial! Isso sem contar o potencial de aumento da eficiência no consumo de combustíveis que corresponde a 17% do volume total de petróleo consumido em 2012! Ou seja, aumentamos a oferta de energia, porém, sem os impactos ambientais e sociais da construção de grandes hidrelétricas ou de toda a infraestrutura para a extração de petróleo.

Essa produtiva discussão foi conduzida pela nossa presidente, Marina Grossi, pela nossa associada Tania Consentino, presidente da Schneider Electric para a America Latina, e pelas nossas parceiras Claire Tutenoit, diretora da Entreprises pour l’Environnement (o nosso CEBDS Francês!) e Anne Bolle,  Diretora da Statkraft Carbon Invest. Um painel de alto nível, formado apenas por mulheres para discutir temas antes dominados pelo sexo masculino!!