Com ratificação da UE, Acordo de Paris entrará em vigor


O Acordo de Paris, um marco global de combate às mudanças climáticas, entrará em vigor nos próximos 30 dias. Na última terça-feira (4,) o Acordo foi ratificado pelos Estados-Membros da União Europeia, ultrapassando assim a meta mínima de adesão estabelecida pelo documento durante a 21ª Conferência das Partes (COP21). O acordo previa a anuência de pelo menos 55 países, que respondem por 55% das emissões globais de gases de efeito estufa. Com a ratificação da comunidade europeia, o Acordo está respaldado por 72 países responsáveis por 56,75% das emissões.

Nas palavras do presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, “a União Europeia transformou a ambição climática em ação climática”. O próximo passo será a apresentação da ratificação para as Organizações das Nações Unidas (ONU), o que está previsto para acontecer na próxima sexta-feira (7). Assim, o Acordo entrará em vigor antes da COP22, que acontecerá em Marrakesh de 7 a 18 de novembro e onde serão negociadas as ações que concretizarão os objetivos previstos no documento.

O Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) participou ativamente das negociações para a aprovação do Acordo durante a COP21, em 2015, e segue mobilizando o empresariado brasileiro no intuito de apresentar caminhos para a implementação da economia de baixo carbono e articular os setores público e privado, buscando alçar a sustentabilidade ao centro das decisões estratégicas. Para saber mais sobre o processo de construção do Acordo, confira o conteúdo produzido pelo CEBDS.

Para conhecer os compromissos assumidos pelo governo brasileiro, leia a NDC , que prevê a redução de emissão de gases de efeito estufa em 43% até 2030, o aumento da participação de bioenergia sustentável na sua matriz energética em 18% até 2030, a restauração e reflorestamento de 12 milhões de hectares de florestas, dentre outros objetivos.

Imagem – créditos: Parlamento Europeu