Em jogo: sustentabilidade para empresas estreia na programação da UMAPaz

Data: 30/04/2019
Autor:

Inscrições abertas para evento em São Paulo, com foco em gestores
e colaboradores de empresas da região

Imagine ter a chance de envolver lideranças da sua empresa em um encontro onde o objetivo é (re)conhecer o atual cenário do Sistema Cantareira e somar esforços para o aumento da sua resiliência. No Em jogo: sustentabilidade para empresas – saiba mais sobre a importância do Sistema Cantareira para o seu negócio e como é possível contribuir, em 04 de junho, na UMAPAZ, na capital paulista, lideranças das empresas terão a oportunidade de trocar informações com profissionais que atuam na região e ainda de conhecer as ações que têm potencial de responder aos desafios.

As inscrições já estão abertas no link http://bit.ly/sustentabilidade-para-empresas e por conta do viés participativo as vagas são limitadas. Gestores e colaboradores de empresas são o público-alvo da ação do Projeto Semeando Água, uma realização do IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas com patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental e Governo Federal.

Andrea Pupo,  coordenadora de educação ambiental do Projeto Semeando Água, destaca que a dinâmica de um jogo mobiliza, de fato, a participação ativa do público. “No Jogo, os inscritos mais do que compartilham informação, eles trocam conhecimentos e experiências entre si e com a equipe do Projeto Semeando Água. Em São Paulo tratar de sustentabilidade passa necessariamente pela questão do Sistema Cantareira que responde pelo abastecimento de água de 7,6 milhões de pessoas na capital e na região metropolitana de São Paulo”.

Na temporada seca que tem início em abril, o Sistema registrava 57,2% da capacidade no dia 15 volume abaixo do ideal (70%) e ainda menor em relação ao mesmo período na pré-crise de 2013 (63,8% – considerado normal, já que está acima dos 60%). No fim da temporada de chuvas (março) se o Sistema Cantareira registrasse volume correspondente a mais de 70% da capacidade, a chance de entrada no estado de alerta – abaixo de 40% – seria reduzida. A água do Sistema Cantareira é destinada para o abastecimento de moradias e de empresas da região metropolitana de São Paulo, além das regiões de Campinas e de Piracicaba.

Para Alexandre Uezu,  coordenador geral do projeto Semeando Água, mesmo após a crise hídrica, um dos grandes desafios do Sistema continua sendo o aumento da resiliência. “Se observarmos os dados históricos do volume de chuva é possível notar que desde 1940 tivemos vários momentos em que estivemos tão perto do índice registrado no período da crise hídrica e em alguns momentos o volume foi até mais baixo, não se trata de um evento isolado. Além dos desafios do uso do solo atual, temos o efeito acumulado de um uso que desconsiderava o efeito a médio e longo prazo, os resultados dessa combinação são os extremos: períodos de seca – como aconteceu em 2013/2014 e alagamentos – como tivemos em 2009/2010. Tudo isso cria um alerta para a necessidade de tornar o Sistema Cantareira mais resiliente”.

Serviço:
Em jogo: sustentabilidade para empresas – saiba mais sobre a importância do Sistema Cantareira para o seu negócio e como é possível contribuir

Quando: 04 de junho – 9h às 13h (brunch às 11h)
Local: Saguão da Sede da UMAPaz/ Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente
Endereço: Av. Quarto Centenário, 1268
Pedestres: Portão 7ª
Estacionamento: Portão 7 da Av. República do Líbano (Zona Azul)

Obs.: Por conta das vagas limitadas o ideal é que cada empresa conte com um, no máximo, dois representantes.

Legenda da foto: Represa Jaguari, em Bragança Paulista, que integra o Sistema Cantareira
Crédito da Imagem: André Prata

Mais informações à imprensa:
Cibele Quirino
semeandoagua-com@ipe.org.br / 11 97297-3516