A nova espécie de abelha descoberta no interior de Goiás foi identificada em programa de agricultura sustentável da Bayer

Uma nova espécie de abelha foi descoberta em uma fazenda localizada em Água Fria de Goiás, a 150 km de Brasília. Batizada de ceratina (ceratinula) fioreseana, ela foi identificada por profissionais que participam de um programa de agricultura sustentável promovido pela Bayer

Segundo os pesquisadores, a nova abelha pode ser identificada pelo padrão de manchas faciais e cor amarelo-mel das pernas. Os machos da espécie também possuem uma genitália bastante diferenciada. Classificada como solitária (não vive em colônias), a espécie é caracterizada por ser uma polinizadora importante em ecossistemas naturais. 

A nova espécie ganhou o nome de “ceratina fioreseana” em homenagem à família Fiorese proprietária da fazenda Nossa Senhora Aparecida, onde foi encontrada. A propriedade tem 2.700 hectares e produz soja, milho, feijão, trigo e sorgo.

Para Henrique Fiorese, um dos administradores da fazenda, o projeto é importante para desmistificar alguns conceitos sobre agricultura sustentável.  “Queremos mostrar em nossa propriedade que é possível desenvolver uma agricultura de larga escala, com o uso consciente de agroquímicos e preservação do meio ambiente, ao mesmo tempo em que levamos comida de qualidade para a mesa das pessoas”, destaca. 

Mais de 75% da produção de alimentos global depende de abelhas, de acordo com a Bayer. “À medida em que a indústria investe em pesquisas que promovem diálogos abertos entre os setores produtivos, ela está desempenhando um papel fundamental para a agricultura”, afirma Cláudia Quaglierini, gerente de inteligência tropical da companhia. A Nossa Senhora Aparecida é a primeira fazenda brasileira a participar do programa Bayer Foward Farming, que promove novas formas de produção sustentável. 

A descoberta foi publicada na Zookeys, publicação internacional referência nas áreas de zoologia, taxonomia, filogenia e biogeografia. O trabalho é assinado por Heber Luiz Pereira, pesquisador responsável pelo monitoramento da diversidade de polinizadores na fazenda, e a Favizia Freitas de Oliveira, pesquisadora taxonomista de abelhas do Instituto de Biologia da Universidade Federal da Bahia (IBIO-UFBA). 

Com informações de Rodrigo Caetano para Exame Invest. 

 

Leia mais em: https://exame.com/invest/esg/nova-especie-de-abelha-selvagem-e-descoberta-em-fazenda-de-goias/

 

Leia também

https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2021/01/22/pesquisadores-descobrem-nova-especie-de-abelha-em-fazenda-de-agua-fria-de-goias.ghtml 

 

https://abelha.org.br/nova-especie-abelha-lavoura-goias/ 

 

Nova espécie de abelha selvagem é descoberta em GO