Gerar impacto líquido em biodiversidade

Ficha Técnica

Empresa

Ano:

2022

Metas envolvidas:

  • 8

    Potencializar ações de conservação e recuperação nas regiões onde a empresa está inserida, buscando um impacto líquido positivo em biodiversidade

Descrição geral

Mapeamento das áreas de relevância ambiental com relação a faixa de domínio e corredores de biodiversidade ou áreas estratégicas, potencializando ações de restauração e conservação, assim como quesitos de sequestro de carbono e compensação por emissões.

Inventário de gases com a contabilização das emissões (GEE), com ações:

– Escopo 1 – Quantificação da operação da ferrovia e terminais

– Escopo 1 – Quantificação das emissões de conversão de uso do solo

– Escopo 3 – Quantificação de ações executadas de terceiros em projetos estratégicos (obras).

– Projeto de mapeamento de potenciais para emissão de créditos de carbono, com avaliação de melhorias na operação, gestão territorial.

– Mapeamento das áreas de relevância ambiental com relação a faixa de domínio e corredores de biodiversidade.

– Buscar potencial de geração e incentivo de créditos de carbono pela restauração com plantio de áreas próprias/terceiros e conservação de florestas em áreas própria e arrendadas da empresa, com base em estudos especializados no cenários de GEE e compensação de emissões.

– Compatibilizar as ações restauração, além das obrigações legais, em áreas de relevância ecológica, com escopo da geração de valor para biodiversidade nas regiões de atuação da empresa (MDR/Juntos pelo Araguaia);

– Desenvolver parcerias com stakeholders, além das obrigações legais, para potencializar ações de estratégias de conservação e recuperação nas áreas onde atuamos.

Manter a quantificação e buscar ampliar o escopo de quantificação do gases GEE e publicar as informações,

Comtemplam 100% da operação de ferrovias e terminais nas quantificações de GEE

Realizar ações além das obrigações legais, nas áreas de restauração de plantios compensatórios em um escopo de +3% do total plantado conforme os projetos.,

Realizar ações além das obrigações legais ter uma evolução gradual de 3% até 5% em 2030.

Mensurar o sequestro de carbono nas áreas de restauração e divulgar os resultados em 100% das áreas

Contabilizar os totais de plantios além das obrigações voltados a sequestro e compensação de carbono.