Mobilidade Corporativa: conectando negócios e inovação

Data: 10/08/2016
Autor:
Post sobre Mobilidade Corporativa - CEBDS


A questão do transporte e da mobilidade para as corporações impõe desafios constantes aos gestores. O aumento de passagens, da gasolina e a demanda por estacionamento são alguns dos problemas rotineiros enfrentados pelas empresas. Provavelmente seu negócio também busca soluções para superar pelo menos algum desses obstáculos.

Nesse caso, há três perspectivas que devem ser consideradas ao se propor soluções às questões de transporte: o lado econômico da empresa (custos com vale transporte e estacionamento, por exemplo), o aspecto social dos colaboradores e da comunidade (engarrafamentos, estresse, danos à saúde, dentre outros) e os impactos ambientais (emissão de carbono a partir da utilização de veículos) das ações.

Soluções com mote no desenvolvimento sustentável devem apreciar essas três perspectivas de forma simultânea e equilibrada. Nenhuma precisa estar acima da outra em escala de importância. Não se trata de uma utopia, uma vez que grandes corporações gradativamente inserem práticas sustentáveis em seus processos, pois as enxergam como o único caminho para crescer de forma contínua. Para verificar este fato, basta ver o quadro de associados do CEBDS, por exemplo.

Acredite: seus colaboradores sofrem com o trânsito da cidade tanto quanto você. Por isso, garantir alternativas menos estressantes e que acelerem o tempo de chegada até o trabalho pode resultar em aumento significativo de produtividade, afinal de contas profissionais mais dispostos e motivados trabalham mais e melhor.

Portanto, se você pensa que economizar com benefícios de passagem pode gerar menos custos para a empresa, não é bem assim. Pode até gerar menos custos, mas você também pode deixar de faturar muito mais à frente.

Benefícios da mobilidade corporativa para sua empresa

Investir em mobilidade corporativa traz muitos benefícios para os colaboradores e para a empresa consequentemente. As mudanças trazem vantagens em termos financeiros e de produtividade. Por exemplo, para seus colaboradores e para a comunidade há:

  • – Mais qualidade de vida;
  • – Mais produtividade;
  • – Mais disposição para ir trabalhar;
  • – Redução de tempo perdido no transporte;
  • – Menos poluição;
  • – Diminuição de engarrafamentos.

Já sua empresa pode obter:

  • – Redução de custos com transporte;
  • – Retenção de talentos;
  • – Melhoria da imagem corporativa perante o público e a equipe;
  • – Cumprimento de metas de sustentabilidade;
  • – Diminuição de faltas ao trabalho;
  • – Facilidade de acesso ao local de trabalho.

Medidas de mobilidade corporativa que você pode implementar

Implementar medidas de mobilidade corporativa dentro da empresa é a etapa mais difícil. O ponto de partida do gestor costuma ser procurar soluções de sucesso em outras companhias. É um bom começo, embora o que dê certo em uma empresa não necessariamente se encaixe bem em outra.

Promover meios alternativos de transporte

Primeiro, você deve incentivar o uso de meios de transporte mais sustentáveis, como caminhadas, bicicletas, transportes coletivos ou fretamentos. Para os mais resistentes ou que morem muito longe do trabalho, é possível estimular caronas entre os colaboradores e revezamentos.

Estudar mudanças na jornada de trabalho

Verifique os horários de trabalho e descubra se é possível adotar home office algumas vezes durante a semana. Estude também aumentar a flexibilidade do horário e montar escalas.

Adotar medidas financeiras

Também é possível incentivar o uso de meios de transporte mais sustentáveis por meio de incentivos financeiros, apoio e valorização dos colaboradores que adotam tais medidas.

Levantamento de dados para fazer implementações com foco em mobilidade corporativa

Antes de elaborar medidas e estratégias de implementação com foco em mobilidade corporativa, você precisa levantar alguns dados. O ideal é montar uma planilha que contabilize os seguintes gastos:

  • – Vagas de estacionamento;
  • – Auxílio-combustível;
  • – Vale-transporte;
  • – Ônibus fretado;
  • – Bicicletas e caminhadas;
  • – Home office.

Como dito anteriormente, não é obrigatório inserir todos esses pontos em sua planilha, já que cada empresa tem suas necessidades e possibilidades específicas.

A ideia central é transformar em estatísticas e projeções qual será a diferença de custos entre a atual política de mobilidade na sua empresa e uma eventual transição a partir da implementação de práticas de mobilidade corporativa.

Depois da adoção das medidas, você pode começar a medir resultados e analisar novamente a planilha de custos da empresa voltada à mobilidade corporativa. Esse é um cálculo um pouco mais complexo, é verdade.

Felizmente, nós temos um material completo sobre esse tema criado especialmente para empresas. É só baixar nosso e-Book Mobilidade Corporativa – Potencial econômico de sua implementação!

E-Book sobre Mobilidade Corporativa - CEBDS