Sala de Imprensa

Entidades da sociedade civil defendem em NY novo modelo de desenvolvimento para a Amazônia

09/09/2022


Associações que representam mais de XXX empresas e XXX entidades apresentarão as oportunidades que a floresta em pé traz para o país

Representantes de mais de XXX empresas e mais de XXX entidades da sociedade civil brasileira defenderão um novo modelo de desenvolvimento para a Amazônia. Juntas, quatro das mais relevantes entidades da sociedade apresentarão, em Nova York, o evento “Amazônia: desafios e oportunidades como solução climática para o Brasil”.

A palestra faz parte da Climate Week de Nova York, um dos maiores e mais importantes eventos para debater questões climáticas. O público presente reúne XXXX (qualificar o público, que tipo de estrangeiro estará lá?). A apresentação ocorrerá no Harvard Club, no dia 20 de setembro, das 9h30 às 11h (horário de Brasília). As palestras serão abertas ao público e terão transmissão online ao vivo.

O objetivo das instituições é lançar luz sobre os índices alarmantes de desmatamento na Amazônia e discutir as propostas para o desenvolvimento integrado da região como solução climática, incluindo o papel dos governos no combate ao desmatamento, investimentos em projetos de agricultura de baixo carbono e a recuperação de áreas degradadas, entre outros. Na lista de palestrantes estarão a presidente do CEBDS, Marina Grossi; o fundador da Uma Concertação pela Amazônia, Roberto Waack; a cofacilitadora da Coalizão, Rachel Birdeman, e o co-CEO da re.green, Bernardo Strassburg. 

As quatro entidades representam uma ampla fatia da sociedade brasileira. O CEBDS, por exemplo, reúne 100 das maiores empresas do Brasil, com um faturamento somado que equivale a quase 50% do PIB brasileiro. A Coalizão XXXX; a Concertação, XXX; e a re.green, criada por João Moreira Salles e Armínio Fraga, atua em XXX.

O evento se torna ainda mais relevante frente ao atual cenário na floresta amazônica. Estudos indicam que a eliminação do desmatamento poderia evitar até 2,14 gigatoneladas de emissões de CO2 em 10 anos, gerando cerca de US$ 18,2 bilhões em créditos de carbono até 2031. De acordo com um estudo publicado na revista “Nature”, algumas áreas do bioma amazônico já emitem mais dióxido de carbono do que captam. 

Portanto, à medida que os desafios para limitar as mudanças climáticas a 1,5ºC se intensificam, é fundamental discutir como o Brasil pode conciliar conservação e produção sustentável, reduzindo as emissões de gases de efeito estufa, aumentando a captura de carbono, trazendo uma região amazônica próspera, à qual o bom uso da floresta os recursos e o bem-estar das comunidades locais devem funcionar como pilares.

Serviço:

Evento: “Amazônia: desafios e oportunidades como solução climática para o Brasil”

Data: dia 20/09, das 9h30 às 11h (BRT)

Link para inscrição: https://bit.ly/ins-climateweek