CEBDS participa de reunião global na Suíça para debater sustentabilidade empresarial até 2050

Conselhos empresariais de desenvolvimento sustentável de 25 países se reúnem, de 1º a 4 de abril, em Montreux, na Suíça, para alinhar as estratégias prioritárias de sustentabilidade do setor privado durante o Liaison Delegate Meeting. Entre as principais propostas apresentadas pelo World Business Council for Sustainable Development (WBCSD) está a revisão da publicação Vision 2050, adaptada no Brasil pelo Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS). O documento apresenta caminhos para garantir atividades econômicas e uma presença humana mais sustentável no planeta até 2050.

A presidente do CEBDS, Marina Grossi, apresentará na terça-feira, 2, a intenção do país em rever o documento Visão 2050, focado em seis pilares considerados estratégicos pelo conselho: Alimento e Florestas; Consumo Consciente; Tecnologia e Inovação; Desigualdade Social; e Cidades Inteligentes e Finanças Sustentáveis.

“A Visão 2050 apresenta um direcionamento para o setor privado na construção de um futuro sustentável e como é possível atingir esse patamar nos próximos anos. Desde a publicação da primeira edição do documento, o Brasil avançou na implementação da sustentabilidade dentro das empresas. Agora é hora de, sob a luz dos avanços, rever as estratégias e definir metas mais ambiciosas”, defende Marina.

O processo de elaboração da nova edição da Visão 2050 contará com uma série de workshops envolvendo os principais grupos econômicos em atividade no país e setores representativos da sociedade civil​ da . Em sua primeira edição, publicada em 2012, na Rio+20, o documento apresentou o primeiro plano de desenvolvimento sustentável de longo prazo pensado para a realidade brasileira, elaborado ao longo de 15 meses com a participação de mais de 70 empresas.

O Liaison Delegate Meeting 2019, promovido pelo WBCSD, reúne mais de 70 conselhos nacionais, que representam mais de cinco mil empresas. Durante o encontro anual, o Conselho Mundial apresenta as principais demandas das empresas para o ano. Para 2019, foram apontadas como prioridades, entre outros temas, a economia circular, ações de combate a mudanças do clima nas cidades, novas soluções energéticas, negócios e direitos humanos, eficiência hídrica e inteligência agroclimática (IAC).

O CEBDS, que representa o WBCSD no Brasil, desenvolve uma série de projetos em conjunto com as empresas, focados em mudanças climáticas, eficiência hídrica e inclusão e diversidade. “As empresas com atuação no Brasil estão empenhadas na implementação de uma agenda sustentável em consonância ao que está sendo desenvolvido internacionalmente. Para este ano, teremos também ações ligadas a economia circular, com um debate de boas práticas das empresas associadas, e o lançamento do Guia de CEO sobre Direitos Humanos, com o engajamento de lideranças empresarias”, complementa Marina Grossi.