CEBDS ressalta importância de recursos hídricos para empresas na COP23

O CEBDS participou do painel “Segurança Hídrica – Água e mudanças climáticas no Brasil”, promovido pela Agência Nacional de Água (ANA) na COP23 na manhã desta segunda-feira (13). A coordenadora da Câmara Temática de Energia e Mudança do Clima (CTClima) do CEBDS, Laura Albuquerque, palestrou ao lado do especialista da ANA, Saulo Aires de Souza.

Laura Albuquerque (CEBDS

A representante do CEBDS destacou que a escassez de água preocupa as empresas em todo o mundo. “Segundo pesquisa realizada em 2014 pela Iniciativa CDP Water Report, 68% das mais de 500 empresas entrevistadas se consideram expostas aos riscos hídricos e 60% acredita que a escassez e os problemas com a qualidade da água são os riscos mais relevantes para as organizações”, disse.

Segundo dados da GrowingBlue, caso nada seja feito, em 2050o estresse hídrico poderá afetar 50% da produção de grãos mundial e 45% do PIB (US$ 63 trilhões).

No Brasil, uma pesquisa com a indústria paulista em 2014, mostrou que 67,7% delas estavam preocupadas com possibilidades de racionamento em São Paulo e que 54,5% não tinham fonte alternativa de captação de água. Durante a crise hídrica que afetou a região Sudeste nos últimos anos, os reservatórios do Sudeste caíram abaixo de 5% de capacidade o que fez com que custos de energia elétrica subissem até 35%. Estimativas da consultoria Tendências indicam que este cenário pode ter reduzido em até 0,3% o PIB brasileiro em 2015;

Ação

Como exemplos de ações positivas desenvolvidas pelo CEBDS, a coordenadora da CTClima citou a Coalizão Cidades pela Água – Capítulo Rio de Janeiro, lançada em parceria com a TNC, e a publicação “Eficiência no Uso da Água”, feita em conjunto com a agência de cooperação alemã GIZ.

“A questão hídrica passa obrigatoriamente por uma solução coletiva onde todos os setores da sociedade precisam desempenhar seu papel. Não podemos mais nos darmos ao luxo de aguardar chuvas que podem não vir, ações exclusivas de governo, sem as empresas se engajarem fora de suas porteiras”, concluiu.

Ao final, Laura Albuquerque convidou a todos para o 8º Fórum Mundial da Água, maior evento do tema, que será realizado em Brasília entre os dias 19 e 23 de março de 2018, e para o Business Day no dia 18 de março, um dia para discutir a agenda de água com lideranças empresariais de todos o mundo.