Parceria entre Fundação Vale e Rede Asta promove geração de renda para costureiras

Data: 28/08/2020
Autor:

Máscara + Renda garantirá inicialmente remuneração para 1.000 mulheres de regiões de vulnerabilidade do país com produção e doação de 1,5 milhão de máscaras. Com apoio de uma Rede de Investidores Sociais, iniciativa poderá ser ampliada

Para contribuir com a prevenção ao coronavírus e oferecer oportunidades de geração de renda para mulheres durante a pandemia, a Fundação Vale e a Rede Asta criaram a iniciativa Máscara + Renda. Até o momento, 1.000 costureiras e artesãs de todas as regiões do país foram selecionadas para produzir máscaras de proteção e receberão até R$ 900 mensais. Em três meses, serão 1,5 milhão de máscaras produzidas e doadas para organizações sociais sugeridas pelas próprias costureiras. Essas entidades distribuirão os itens para aqueles que mais precisam, incentivando o uso de máscaras e disseminando a cultura da prevenção nas comunidades.

A iniciativa contou com um investimento inicial de R$ 5,5 milhões da Fundação Vale e da Wheaton Precious Metals, mas a ação poderá ser ampliada com a adesão de novos parceiros. A meta é, por meio da articulação com outras empresas e construção de uma Rede de Investidores Sociais, alcançar a marca de R$ 11 milhões, 3 milhões de máscaras produzidas e duas mil mulheres beneficiadas.

Hoje, a Máscara + Renda também conta com a parceria da Microsoft Brasil e tem como coparceiros Petrobras, Komatsu e Della Volpe. A ação conta ainda com o apoio de parceiros mobilizadores: Vale, Coletivo Covid Radar, Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), Conselho de Responsabilidade Social da Firjan, Câmara de Comércio França Brasil e Women in Mining Brasil.

Renda e autonomia para mulheres, prevenção e cuidado na comunidade

Segundo a ONU Mulheres, nesse contexto de pandemia, as mulheres estão mais expostas aos riscos de contaminação e a outros fatores, como violência doméstica e demissão, com consequente aumento da pobreza. No Brasil, elas são responsáveis pela renda de 45% dos domicílios e contribuir com o protagonismo e autonomia financeira feminina é um dos objetivos da iniciativa.

“A Rede Asta nasceu para fazer com que mulheres artesãs e costureiras pudessem viver dos seus negócios, fazendo o que amam. O Máscara + Renda trouxe oportunidade real de renda num momento em que a maioria das mulheres perderam as suas. Uma grande oportunidade em escala de gerar impacto duplo: de renda para mulheres e de
proteção para quem mais precisa”, explica Alice Freitas, da Rede Asta.

“Para todos, a máscara é prevenção. Para elas, é também fonte de renda, de autonomia e de liberdade. O Máscara + Renda está alinhado aos programas de empreendedorismo da Fundação Vale, que criam alternativas sustentáveis de trabalho e inclusão produtiva para a geração de renda, com especial atenção para empreendimentos liderados por mulheres”, afirma Pâmella De-Cnop, gerente da Fundação Vale.

Para mais informações sobre a iniciativa, acesse www.mascaramaisrenda.com.br