Schneider Electric e Global Footprint Network conscientizam sobre Earth Overshoot Day

Data: 20/08/2020
Autor:

Preparação para prosperidade da Terra é necessária para que empresas mantenham competitividade de longo prazo, tendo em vista que a humanidade consome mais do que tem capacidade em produzir

 

São Paulo, agosto de 2020 – Está marcado para o próximo dia 22 o Earth Oveshoot Day (“Dia de Sobrecarga da Terra”). Enquanto os desafios de saúde pública e a recuperação econômica são as principais preocupações em todo o mundo por conta da pandemia, a Schneider Electric, líder na transformação digital do gerenciamento de energia e automação, e a Global Footprint Network combinaram esforços para instigar uma conversa estratégica sobre a geração de negócios de longo prazo.

A data que marca a sobrecarga do planeta vai ocorrer com “atraso” de três semanas em relação à 2019. O motivo é a pandemia da covid-19, que forçou a humanidade a desacelerar seu ritmo de maneira abrupta.

Mas o que é o Earth Overshoot Day? O dia marca como a demanda anual sobre a natureza vai além do que o planeta pode regenerar durante um ano. Na ocasião, a humanidade terá usado todos os recursos naturais que a Terra pode reabastecer por um ano completo – incluindo a capacidade de ecossistemas naturais absorverem emissões de carbono a partir da queima de combustível fóssil.

O e-book  “Strategies for One-Planet Prosperity: How to build lasting business success on a finite planet”, elaborado em conjunto pelas empresas, apresenta a postura que as organizações precisam adotar para se manterem relevantes em um mundo moldado pela mudança climática e por restrições de recursos. Como o e-book explica, essa estratégia está se tornando necessária para que as companhias desenvolvam vantagens competitivas de longo prazo. A escolha fica entre planejar o futuro para apoiar as necessidades humanas de bem-estar e segurança de recursos (aprimorando ao mesmo tempo a chance de se manterem bem-sucedidas e recuperáveis do ponto de vista econômico) ou manter o curso natural dos negócios e se tornarem irrelevantes.

“Com a recuperação econômica em mente, chegou o momento de empreendedores e líderes de indústria reconhecerem que oferecer produtos e serviços que melhorem a capacidade de a humanidade ser bem-sucedida não tem a ver com fazer o bem, mas com o que é necessário para o negócio”, diz Mathis Wackernagel, fundador e presidente da Global Footprint Network.

A estrutura de prosperidade do planeta foi lançada no ano passado pela Schneider Electric e Global Footprint Network. Este ano, elas se uniram para ilustrar como as empresas detentoras de produtos e serviços que apoiam o sucesso de longo prazo da humanidade – contribuindo para mover para a frente a data do Earth Overshoot Day – estão mais bem posicionadas com planos de longo prazo.

De acordo com pesquisa conduzida por essas duas organizações, se 100% dos edifícios e da infraestrutura industrial do planeta tivessem hoje eficiência e tecnologia de energia renovável da Schneider Electric e seus parceiros (desde que não houvesse mudança nos hábitos dos seres humanos), a data do Earth Overshoot Day poderia ser atrasada em pelo menos 21 dias. Isso significa que a modernização da energia poderia fazer uma diferença de três semanas. Como perspectiva do resultado, se a humanidade for capaz de mover o Earth Overshoot Day cinco dias por ano, a compatibilidade com um planeta completo se daria antes de 2050, o que se alinha com o Acordo do Clima de Paris. O e-book também apresenta outros exemplos de companhias, de vários setores da economia, alinhadas a um modelo de negócios que apoia a prosperidade do planeta.

De acordo com pesquisa realizada pela Global Footprint Network, a redução de três semanas do Earth Overshoot Day de 2020 foi causada em grande parte pela diminuição de viagens e de obras por causa da covid-19, que induziu lockdowns em todo o mundo. As emissões de carbono diminuíram 14,5%, e a colheita de produtos florestais caiu 8%. A queda no consumo de recursos observada este ano foi repentina e inesperada. Por ter sido imposta, deve ser temporária. A humanidade continua a demandar tanto da natureza quanto se estivéssemos vivendo em uma Terra de 1,6 o seu tamanho.

“Juntos podemos transformar nosso futuro e sermos resilientes, algo que funcione para todos. A questão principal é alterar a conversa sobre sustentabilidade de nobre para fundamental e necessária.  Isso pode ajudar a desencadear a onda para a prosperidade do planeta, a estratégia mais viável que conhecemos”, afirma Olivier Blum, Chief Strategy and Sustainability Officer da Schneider Electric.

O e-book da Schneider Electric e da Global Footprint Network encoraja os tomadores de decisão a darem uma pausa e se perguntarem: meu negócio apoia o sucesso de longo prazo da humanidade?

Tenha acesso ao e-book aqui: “Strategies for One-Planet prosperity: how to build a lasting business success on a finite planet

Saiba mais em:

http://www.se.com/ww/en/about-us/sustainability/overshoot-day/index.jsp

Sobre a Global Footprint Network

A Global Footprint Network, pioneira na contabilidade da pegada ecológica, é uma organização internacional de sustentabilidade que está ajudando o mundo a viver dentro do significado da Terra e a responder às questões da mudança climática. Desde 2003 está engajada com mais de 50 países, 30 cidades e 70 parceiros globais para o fornecimento de entendimento científico que conduz políticas de alto impacto e decisões de investimento. Saiba mais em www.footprintnetwork.org.