Sustentabilidade e setor financeiro: aliados no crescimento da empresa

Data: 14/07/2016
Autor:
Sustentabilidade e setor financeiro CEBDS


Adotar práticas sustentáveis no departamento financeiro requer atenção desde o planejamento até a divulgação de resultados. A parte mais difícil é o ponto de partida: saber elaborar orçamentos, provisões e mensurar a entrada e saída de recursos. Para ter uma base, nada melhor que estudar experiências bem-sucedidas de outras companhias.

Pensando nisso, preparamos uma lista com 8 recomendações eficazes seguidas por grandes empresas. Confira e veja qual pode ser adaptada à sua empresa!

1) Engaje as lideranças nas ações de Sustentabilidade

Educar e engajar líderes de equipe é o primeiro passo rumo a uma empresa financeiramente sustentável. Somente com uma liderança autenticamente motivada será possível atrair e conquistar a confiança de todos os colaboradores da companhia. Para tanto, sugerimos que você faça:

  • – Criar um Comitê de Sustentabilidade de alto escalão, ao qual os demais colaboradores tenham fácil acesso;
  • – Desenvolver um espaço na intranet para discutir o tema, com sugestões, dúvidas e ideias para ações;
  • – Divulgar eventos com foco em desenvolvimento sustentável.

2) Reduza custos

Faça um planejamento de redução de custos em curto, médio e longo prazos. Considere o desempenho do departamento, dos colaboradores e da companhia como um todo. Algumas dicas para o sucesso nessa etapa são:

  • – Ter um profissional exclusivo responsável para planejar a redução de custos nesses três cenários;
  • – Esse colaborador deve ter liberdade para transitar entre os diferentes departamentos.

3) Acompanhe os resultados

É preciso pensar no planejamento, executar o que foi proposto e sempre checar os resultados durante a execução, e não só ao final do trabalho. Portanto, faça:

  • – Diagnósticos regulares;
  • – Revisão de processos;
  • – Verificação de performance;
  • – Avaliação de comportamento.

4) Gere valor com ações Sustentáveis

A sustentabilidade é um gerador de valor, e não um custo, porém, enxergar esse lado nem sempre é tão simples. Por isso o departamento financeiro precisa provar a veracidade dessa sentença a todos os setores da empresa, mostrando que é possível lucrar com essas ações, sempre considerando os impactos sociais e ambientais gerados pelas atividades da companhia. Inclusive, relevar tais impactos, pode acarretar em multas pesadas.

Uma boa dica para fazer essa implementação é criar um checklist para cada departamento com os itens:

  • – Redução de material;
  • – Meta de baixo consumo de água;
  • – Incentivo a caronas colaborativas (Carsharing);
  • – Uso consciente de energia;
  • – Neutralização de emissões de carbono;
  • – Adoção de fontes alternativas de energia.

Alguns itens não irão se adequar a todos os departamentos e podem ser retirados dos respectivos checklists. Mas é importante tentar manter integralmente os tópicos que citamos acima nos documentos. Só os exclua quando realmente não fizer sentido.

5) Mostre o impacto positivo das práticas sustentáveis na empresa

Apresentar resultados é a maneira mais eficaz de provar o impacto nos negócios da empresa. Avalie e mensure o que for possível, assim terá números em mãos para mostrar aos colaboradores e líderes as vantagens de executar o planejamento sustentável. Sendo assim:

  • – Verificar o progresso das ações na empresa mensalmente;
  • – Divulgar as conquistas internamente entre todos os setores e mesmo ao público externo. Isso gera valor às corporações.

6) Faça primeiro, mostre depois

Poucas coisas são tão constrangedoras quanto uma pessoa que fala, fala e fala, mas, na hora de mostrar os resultados, nada acontece. Da mesma forma se sucede numa empresa: tanto para o público interno quanto o externo.

Se o seu discurso é incrível, porém não gera mudanças, os colaboradores desanimam. Com os clientes, é ainda pior: as redes sociais são um canal de condenação rápida. Qualquer notícia negativa atinge milhares de pessoas num piscar de olhos.

7) Adote novas práticas de compras

É essencial pensar na cadeia. A conduta do fornecedor em relação à sustentabilidade deve ser levada em consideração ao longo de todo o processo. Da mesma forma, não há como pensar apenas nas consequências desse vínculo em curto prazo. À luz do desenvolvimento sustentável, as relações comerciais sempre precisam ser examinadas sob perspectiva de médio e longo prazo. Para atingir esse objetivo, sua empresa deve:

  • – Estimular a ampliação do mercado onde atua;
  • – Praticar políticas de pagamento adequadas e saudáveis para todo o mercado, e não só para seu negócio;
  • – Treinar a área de Compras para que estejam capacitadas para selecionar fornecedores sob o prisma do desenvolvimento sustentável;
  • – Divulgar as diretrizes de compras sustentáveis;
  • – Considerar indicadores, como: ciclo de vida do produto, emissão de carbono, energia, materiais tóxicos, gerenciamento de risco, etc.;
  • – Desenvolver canais de comunicação para avisar aos fornecedores sobre as novas diretrizes implementadas pela sua empresa;

8) Gerencie indicadores e metas

Um grande desafio para o departamento financeiro focado em sustentabilidade é conseguir o engajamento de outras áreas e apresentar como as práticas sustentáveis podem servir ao crescimento da empresa. Ainda é difícil mensurar quantitativamente os benefícios trazidos a curto prazo, mas, qualitativamente, há uma série de medidas que você pode implementar, como:

  • – Identificar focos de atenção: gasto elevado de recursos, ociosidade de equipamentos, desperdício de materiais, etc.;
  • – Adoção de métricas e sistemas de gestão para acompanhar os avanços;
  • – Monitorar o cumprimento dos processos operacionais sustentáveis via sistemas de controle interno preventivo e proativo;
  • – Apresentar balanços quantificando e replicando os ganhos;
  • – Elaborar um Relatório de Sustentabilidade para mostrar aos stakeholders.

A sustentabilidade financeira não deve ser vista como um empecilho às estratégias de crescimento da empresa, muito pelo contrário. É um novo modelo de empreendimento, no qual os aspectos econômico, ambiental e social são enxergados sob um mesmo prisma de importância.

Se quiser saber mais sobre o assunto, baixe nosso Guia de Sustentabilidade – Finanças e implemente agora mesmo essas ações em sua empresa.

estudo sobre sustentabilidade e setor financeiro do CEBDS