Workshop discute a valoração do capital natural no país


O Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) e a Valuing Nature, com o apoio do Bradesco e do Instituto Votorantim, organizaram o workshop A Valoração do Capital Natural no Brasil, que aconteceu no dia 02 de agosto, em São Paulo. O conteúdo do evento girou em torno da importância de se atribuir valor ao capital natural, as metodologias existentes, o avanço trazido pela publicação do Protocolo de Capital Natural e casos práticos das empresas Votorantim, Dow Química, Natura, TNC e Engie.

A abertura do evento ficou a cargo de André Ramalho, assessor técnico do CEBDS. Ele explicou que a valoração do capital natural é uma agenda em construção internacionalmente e debater o tema é uma oportunidade para descobrir visões mais dinâmicas e ferramentas que estão sendo utilizadas pelas organizações.

Em seguida, Roberto Strumpf, da Pangea Capital, destacou a importância de mensurar esse capital e justificou dizendo que se não podemos medir, então não podemos gerir. E citando o presidente americano Robert Kennedy, defendeu que o capital natural, que traz o verdadeiro bem-estar ao planeta, foi relegado a uma importância menor que o capital financeiro e que o PIB e que isso precisa mudar:  “O PIB não mede a nossa coragem, nem a nossa sabedoria, nem o nosso conhecimento, nem a nossa compaixão, nem a devoção ao nosso país. Em poucas palavras, o PIB mede tudo, exceto aquilo que torna a vida digna de ser vivida” (Robert Kennedy, março de 1968).

Já Samuel Vionnet, da Valuing Nature, falou sobre o Protocolo de Capital Natural foi lançado no último dia 13. Ele explicou que se trata de um framework padronizado para os negócios para ajudar a identificar, medir e atribuir valor aos impactos e dependências diretos e indiretos do capital natural. “Para medir, é importante determinar quantidade, extensão e condições do capital natural em termos físicos. Já para avaliar, deve-se estimar a importância relativa, valor ou utilidade do capital natural para as pessoas e para os negócios”, diferenciou.

Cases brasileiros

Na apresentação de casos práticos de valoração do capital natural, Frineia Rezende, Sustainability and Innovation General Office da Votorantim Participações, falou do case da reserva Votorantim. Contou que a companhia vem investindo na preservação de uma área de 31 mil hectares de Mata Atlântica, e descreveu os resultados dessa iniciativa, não só para a empresa, mas para a população do Estado de São Paulo. “A dificuldade que as empresas têm para reconhecer sua relação direta com os serviços ecossistêmicos é muito grande; as equipes financeiras, por exemplo, têm que olhar para isso. Nós acordamos para essa questão e hoje temos uma estratégia bem definida para serviços ecossistêmicos”, compartilhou.

Já Sofia Benedicto, Remediation Project Manager na The Dow Chemical Company, explicou que valorizar o capital natural é um dos principais pilares da empresa e que isso também traz retorno financeiro. Ela mencionou ainda a parceria de seis anos com a TNC – The Nature Conservancy que ajudou a Dow a encontrar caminhos para incorporar valores da natureza para decisões de negócios.

Por fim, a Natura fechou a seção de cases apresentando seu Projeto de Valoração de Externalidades. Andreza Boccardo Souza, da diretoria de Sustentabilidade da Natura, disse que o projeto envolveu desde a etapa de plantio, extração, fábrica, distribuição, até chegar ao consumidor, incluindo uso e degradação total das embalagens. O projeto é um dos mais completos e avançados em termos de valoração do capital natural já implementado no país, tanto que a Natura já conseguiu atribuir um valor ao seu impacto ambiental: R$ 132 milhões, o equivalente a 2% do faturamento. “Nosso objetivo final é contribuir para a instalação de um novo capitalismo”, comentou Andreza.

Confira as apresentações disponíveis:

DOW – Sofia Benedicto, Marco Brito

NATURAL CAPITAL COALITION – Introdução

NATURAL CAPITAL COALITION – Detalhes

TNC – Samuel Barrêto

PANGEA CAPITAL – Roberto Strumpf

VOTORANTIM – Frineia Rezende

NESTLE E ENGIE – Samuel Vionnet

NATURA – Andreza Boccardo