Sustentabilidade em ação: títulos verdes

Data: 17/10/2016
Area: Clima, Finanças
Autor:
Categoria: Economia
Blog post sobre títulos verdes - green bonds - CEBDS

O mercado está desenvolvendo cada vez mais ferramentas para fomentar a economia verde. Uma das que mais repercute e tem sido muito bem-sucedida são os títulos verdes ou green bonds.

Nesse artigo, entenda como funciona esse título de dívida pensado justamente para estimular investimentos em projetos de responsabilidade ambiental, focados em seus impactos sociais.

Confira!

O que são títulos verdes?

Os títulos verdes (green bonds em inglês) são títulos de dívida emitidos por empresas e instituições financeiras para viabilizar projetos com impacto ambiental positivo.

Existe ainda uma categoria exclusiva para investimentos em questões climáticas, que são os títulos Climate Bonds. Os fundos do governo para investir na questão climática e ambiental são insuficientes para fazer a transição rumo a uma economia de baixo carbono. Green e climate bonds caracterizam uma forma para que empresas e investidores movimentem os recursos necessários.

A Agência Moody’s estima que a emissão de títulos verdes atinja 50 bilhões de dólares a partir de 2016.

Qual a diferença entre o título verde e um título de dívida comum?

O título verde só pode ser emitido com o objetivo público e único de financiar projetos sustentáveis. Esse processo de verificação é feito por uma consultoria especial, responsável por avaliar se o recurso levantado será de fato investido em ações ambientais ou climáticas.

Por que optar pelos títulos verdes?

O momento econômico do país não é propício à emissão de títulos de dívida, é verdade. Mas o Brasil assumiu compromissos contundentes na redução de emissões de carbono.

A sua empresa tem ao menos três razões – e oportunidades – para se inteirar um pouco mais sobre a questão dos títulos verdes:

Se antecipar a uma tendência econômica mundial

Assim que a situação se estabilizar, o que não deve demorar a acontecer, as empresas que estiverem mais preparadas em relação aos títulos verdes terão larga vantagem. Se seguir esse caminho, sua companhia estará pronta para operar nesse mercado tão promissor.

A Apple, por exemplo, emitiu 1,5 bilhões de dólares em títulos verdes para financiar projetos de energia renovável, armazenamento de energia, eficiência energética, construções verdes e conservação de recursos naturais.

Entre as empresas brasileiras, a BRF também vendeu 500 milhões de euros em papel verde para aumentar a visibilidade de projetos sustentáveis no mercado de capitais. Trata-se, simultaneamente, de uma estratégia de posicionamento da empresa.

Investir em um novo mercado

A virada em direção à economia de baixo carbono pode ser um dos caminhos para reconduzir o Brasil rumo à recuperação.

Com foco em desenvolvimento sustentável, o país tem potencial gigantesco para investimento em energias renováveis, por exemplo.

Nesse sentido, os títulos verdes assumem o protagonismo e podem fornecer muitos recursos para seu negócio.

Mostrar para o público e investidores que a sua empresa se preocupa, de fato, com a questão ambiental

Empresas com foco em sustentabilidade corporativa, que aderirem à tendência dos títulos verdes, abrirão novas portas não só no mercado, mas perante ao público.

É importante agregar um novo valor à sua imagem e mostrar com ações práticas o quanto a sua companhia é engajada em movimentos de desenvolvimento sustentável.

Recentemente, a Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) e o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) disponibilizaram para consulta pública o “Guia para Emissão de Títulos Verdes no Brasil”. O guia é destinado aos participantes do mercado de renda fixa no Brasil, incluindo empresas, instituições financeiras e investidores, bem como a outros agentes interessados na emissão dos Títulos Verdes, no mercado nacional. O lançamento da versão final ocorrerá em 21 de outubro no Maksoud Plaza Hotel em São Paulo.

Um dos melhores lugares para você saber mais sobre títulos verdes e outras práticas sustentáveis do mercado sobre desenvolvimento sustentável é aqui, em nosso blog!

Então, siga nos acompanhando!




Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS)

Informações do Autor

Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS)

O Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) é uma associação civil sem fins lucrativos que promove o desenvolvimento sustentável, nas empresas que atuam no Brasil, por meio da articulação junto aos governos e a sociedade civil, além de divulgar os conceitos e práticas mais atuais do tema. Hoje reúne cerca de 60 dos maiores grupos empresariais do país, com faturamento de cerca de 40% do PIB e responsáveis por mais de 1 milhão de empregos diretos. Representante no Brasil da rede do World Business Council for Sustainable Development (WBCSD), que conta com quase 60 conselhos nacionais e regionais em 36 países e de 22 setores industriais, além de 200 grupos empresariais que atuam em todos os continentes.