CEBDS lança programa inédito para apoiar implementação de ações climáticas nas empresas

Iniciativa apresentada na COP 27 tem foco em auxiliar o setor produtivo no processo de descarbonização

Tema central nas discussões sobre o combate ao aquecimento global, a transição para a economia de baixo carbono ganha uma nova iniciativa que reúne empresas representando aproximadamente 50% do PIB do país: a Plataforma Net Zero, um programa do CEBDS (Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável) em parceria com o WBCSD (Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável, sigla traduzida para o português). O objetivo do programa é transformar as metas empresariais de neutralidade climática em realidade, através do apoio prático à implementação de processos de descarbonização. 

O evento de lançamento contou com a participação de empresas, academia e entidades internacionais. Entre os presentes, a ex-ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira comentou a importância de um instrumento capaz de traduzir aquilo que vem sendo discutido nos últimos anos sobre a questão climática e garantir que o setor produtivo e a sociedade façam parte da solução. 

“Ter uma plataforma como esta significa dizer: venham conosco, vamos criar soluções de forma prática, entendendo a realidade nacional, com a participação de diferentes setores e seus pontos de vista distintos”, avaliou.

Ao reconhecer que o desafio de descarbonização não será alcançado por esforços individuais das empresas, as organizações associadas ao CEBDS reuniram-se na Plataforma Net Zero para se apoiarem mutuamente nessa jornada. O programa ajudará a acelerar ações climáticas em todas as esferas que influenciam a capacidade de empresas de reduzir emissões de gases de efeito estufa (GEE): dentro das empresas em si, nas cadeias de valor, nas políticas públicas nacionais e nos padrões net zero internacionais.

Como uma das primeiras atividades do programa, o CEBDS apresentou a perspectiva de empresas brasileiras ao “High Level Expert Group on Net Zero Commitments”, do secretário das Nações Unidas, que acaba de lançar na COP 27 orientações para que empresas tenham objetivos de redução de emissões de gases de efeito estuda mais ambiciosos e que excluam tentativas de greenwashing.

Uma das próximas ações do programa será trazer ao Brasil, em parceria com o WBCSD, uma ferramenta guia de descarbonização chamada Climate Drive, que reúne todas as orientações necessárias, passo a passo, para que empresas implantem as melhores soluções disponíveis globalmente para reduzir as próprias emissões.

O desafio das empresas para concretizar a meta de zerar suas emissões até 2050 é enorme. Um exemplo é trazido por um levantamento do WBCSD, mostrando que, nessa jornada, terão que ser mobilizados entre 10 e 100 mil fornecedores de cada empresa multinacional para o cumprimento do compromisso. Já o Oxford Net Zero & New Climate Institute indica que apenas 35% das empresas com metas net zero atingem critérios mínimos de “linha de partida”, que indicam a credibilidade destas metas, usados pela Campanha Race to Zero.

Nesse contexto, a Plataforma passa a ser uma importante peça na estratégia do setor privado de combate ao aquecimento global.

“Esta é a COP da implementação e da justiça climática. Precisamos agir para manter viva a meta de conter o aquecimento global em 1,5ºC, e as empresas têm um papel fundamental. Com a Plataforma Net Zero, o CEBDS passa uma mensagem clara de que este é o momento de ir além de compromissos e partir para a ação, e não há ocasião mais expressiva para apresentarmos esse novo programa”, comenta Marina Grossi, presidente do CEBDS.

O desenvolvimento deste trabalho envolveu o engajamento de organizações parceiras e associadas ao Conselho ao longo de 2022. O início das próximas atividades do programa está previsto para janeiro de 2023.

O vídeo do lançamento da Plataforma Net Zero pode ser acessado neste link.

Assine nossa newsletter

Informe seu e-mail e receba os nossos conteúdos. Respeitamos a privacidade das suas informações não compartilhando-as com ninguém.

Últimas publicações

Últimas notícias