Carta Aberta aos Candidatos no Valor

Saiu hoje, no jornal Valor Econômico, a Carta Aberta aos Candidatos que apresenta proposta do CEBDS, construída em conjunto com suas empresas associadas e tendo sido assinada por 21 dos seus CEOs, que apresenta  uma série de propostas para dar escala às boas praticas de sustentabilidade e criar um ambiente regulatório propício para esse desenvolvimento. Visando chamar a atenção dos candidatos, o objetivo é a implementação de iniciativas capazes de promover soluções sustentáveis para o país, além de melhorar a qualidade de vida dos brasileiros.

Marina Grossi, presidente do CEBDS, destacou que a agenda inicial conta com 27 propostas que tratam de temas como mobilidade, energia, educação, e construção sustentável, selecionadas para atender às demandas da sociedade e transformar um ativo ambiental em vantagem competitiva. “São propostas baseadas na sustentabilidade, no bom senso e na necessidade de ruptura dos padrões e papeis atuais que já demonstraram não serem capazes de resolver nossos problemas mais urgentes”, afirmou.

O documento Agenda CEBDS – Por um País Sustentável será lançado em agosto, em São Paulo. Assinam a carta, em conjunto com o CEBDS, os CEOs das seguintes empresas: Abralatas, Brasil Kirin, Braskem, DNV, Dow Latin America, Ecofrotas, EY, GE, Lafarge, Masisa, Pirelli, Rhodia Solvay Group, Shell, Siemens, Syngenta, Unilever, Renova Energia, Schneider Eletric, Monsanto, Pepsico e BRF.

 

Valor_CartaAberta_26.03

compartilhe:

Assine nossa newsletter

Informe seu e-mail e receba os nossos conteúdos. Respeitamos a privacidade das suas informações não compartilhando-as com ninguém.

Notícias relacionadas

Confira as notícias mais atuais e relevantes para ficar por dentro do que está em debate na agenda do Desenvolvimento Sustentável.

Publicações relacionadas

Quer se aprofundar ainda mais neste assunto? Confira aqui outras publicações relacionadas a esta mesma temática.

Eventos relacionados

Confira nossos próximos eventos relacionados a este tema e junte-se a nós para debater e compartilhar melhores práticas.

Por CT Biodiversidade e Biotecnologia

Online