Confira 10 dicas para ter eficiência energética nas empresas

A Eficiência energética é uma atividade que busca melhorar o uso das fontes de energia, com a utilização de forma consciente e racional dos recursos energéticos. Estudos apontam que a indústria brasileira além de pagar caro pela energia, ainda a desperdiça. Confira algumas dicas para se ter eficiência energética nas empresas:

 

1 – Evite cores escuras

As cores escuras, nas instalações das empresas, necessitam de mais iluminação e de mais refrigeração. Esses tons escuros absorvem a luz, e não refletem tanto quanto os  tons claros. A energia capturada tende a deixar os ambientes mais quentes. Assim, para poupar energia, cores claras são uma boa escolha.

 

2 – Instale sensores de presença

Em ambientes em que os funcionários ficam por um pequeno período de tempo, como copas e banheiros, uma alternativa para que as lâmpadas não fiquem acesas sem necessidade é a instalação de sensores de presença nesses locais. Assim, os equipamentos serão ativados somente nos momentos em que há alguém utilizando o espaço.

 

3 – Envolva todos os funcionários

O envolvimento de todos os funcionários com a eficiência energética e sustentabilidade é um desafio para as empresas. “Ações de eficiência energética possuem benefícios diretos e indiretos para toda sociedade, por isso o engajamento empresarial interno é essencial para um ganho de escala”, diz Laura Albuquerque, gerente técnica do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS).

 

4 – Invista no isolamento térmico

O isolamento térmico é uma das formas de manter a temperatura de um ambiente menos vulnerável ao calor que vem de fora. As janelas duplas, que possuam uma camada de ar entre os dois vidros, diminuem a troca de calor com o ambiente externo, por exemplo.

 

5 – Troque os equipamentos de seu negócio

Equipamentos que consomem menos energia são grandes aliados na eficiência energética para as empresas, um exemplo é a troca lâmpadas incandescentes,  as que mais consomem energia, pelas fluorescentes e pelas de LED, que consomem menos energia. Os equipamentos antigos consomem mais energia do que equipamentos novos e o investimento para a substituição desses equipamentos tende a ser compensado com a economia de energia.

 

6 –  Busque apoio externo

Empresas em expansão costumam contratar os serviços de consultorias especializadas em realizar projetos de eficiência energética, as energy saving companies, conhecidas pela sigla Esco. O objetivo é trabalhar para que aumento da produção não acarrete desperdício. “Geralmente, essas empresas são remuneradas com um percentual da economia que o cliente consegue alcançar com as mudanças”, diz o especialista do Inee, Pietro Erber.

 

7- Utilize sistemas de automação e controle

Os sistemas de automação permitem controlar o consumo e intensidade da luz, regular a temperatura do ambiente e otimizar o uso do ar-condicionado e de iluminação. Muitos desses sistemas são compostos de hardware e software específicos para o controle do uso de energia.

 

8 – Invista na circulação do ar

A circulação de ar mais eficiente pode levar a uma diminuição do gasto com que se necessite  gastar menos com refrigeração. Segundo Maurício Correa de Araújo, especialista em eficiência energética do Sebrae – PE, um erro comum é o de pensar somente em entradas para o ar e não nas saídas. “Não adianta ter uma janela enorme de frente para a praia, como entrada de ar, e ter uma portinha minúscula dando para a cozinha, como saída”, exemplifica.

 

9 – Adapte seus horários de funcionamento ao horário de pico

O horário de pico está  no período das 17h às 22h. Esse tempo compreende o auge do gasto energético no País. Para inibir as empresas de concentrarem seu consumo nesse horário, o que aumenta a pressão sobre o sistema elétrico, cada região determina um período de três horas em que as tarifas têm um preço mais elevado. Para fugir desse aumento de custo, é importante para a empresa concentrar suas atividades em horários que não são têm essa tarifa elevada.

 

10 – Preveja o consumo de Energia Elétrica da sua empresa

É necessário que sua empresa identifique as principais variáveis que interferem no consumo de energia para levantar uma série de dados históricos, com o objetivo de estabelecer uma linha de base energética com apoio de ferramentas estatísticas. Com isso, é possível prever o consumo da energia em função das variáveis históricas que influenciam o consumo. Tendo essas variáveis, a empresa pode tomar decisões estratégicas que busquem aumentar a eficiência energética.

compartilhe:

Assine nossa newsletter

Informe seu e-mail e receba os nossos conteúdos. Respeitamos a privacidade das suas informações não compartilhando-as com ninguém.

Notícias relacionadas

Confira as notícias mais atuais e relevantes para ficar por dentro do que está em debate na agenda do Desenvolvimento Sustentável.

Publicações relacionadas

Quer se aprofundar ainda mais neste assunto? Confira aqui outras publicações relacionadas a esta mesma temática.

Eventos relacionados

Confira nossos próximos eventos relacionados a este tema e junte-se a nós para debater e compartilhar melhores práticas.