Eneva leva mais energia a Roraima reduzindo emissão de CO2

O Estado de Roraima, único do país fora do sistema elétrico integrado, já tem motivos para acreditar que 2021 será um ano iluminado. A Eneva, empresa associada ao CEBDS, inaugurará a usina Jaguatirica II, construída na cidade de Boa Vista, para atender cerca de 70% do consumo de todo o estado, incluindo todas as residências e estabelecimentos comerciais. Serão gerados cerca de 117 MWh (megawatt hora) a partir do gás natural que chega do campo de Azulão, no Amazonas. 

O projeto Azulão-Jaguatirica foi um dos vencedores do leilão de energia para suprimento de Boa Vista e outras localidades, realizado em 2019 pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A ideia é que com a nova usina se desligue a geração a diesel e, com isso, reduzam-se custos de geração e de emissões. O objetivo é reduzir em 35% as emissões de CO2 no Estado: cerca de 180 mil toneladas por ano a menos de CO2 lançados na atmosfera. 

A Eneva acredita que com a iniciativa estará ainda mais próxima de atingir 4,7 GW de capacidade de geração de energia até 2023. Sempre defendendo seus principais valores: resiliência, colaboração, coragem e capacidade de assumir riscos com responsabilidade.

compartilhe:

Assine nossa newsletter

Informe seu e-mail e receba os nossos conteúdos. Respeitamos a privacidade das suas informações não compartilhando-as com ninguém.

Notícias relacionadas

Confira as notícias mais atuais e relevantes para ficar por dentro do que está em debate na agenda do Desenvolvimento Sustentável.

Publicações relacionadas

Quer se aprofundar ainda mais neste assunto? Confira aqui outras publicações relacionadas a esta mesma temática.

Eventos relacionados

Confira nossos próximos eventos relacionados a este tema e junte-se a nós para debater e compartilhar melhores práticas.