Ações sustentáveis nos sistemas alimentares podem reduzir 20% das emissões de CO2

A redução da perda e desperdíco alimentos, adotar dietas mais sustentáveis e outras ações nos sistemas alimentares, representam uma oportunidade de reduzir as emissões globais em até 12,5 Gt CO2e. Os sistemas alimentares – que reúnem todas as atividades relacionadas à produção, processamento, distribuição, preparação e consumo de alimentos – correspondem a até 37% de todas as emissões de gases de efeito estufa. Caso o padrão se mantenha como o atual significa que os sistemas alimentares serão responsáveis por esgotar os orçamentos de emissões compatíveis com 1,5ºC em todos os setores.

De acordo com Inger Andersen, diretora-executivo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), a pandemia expôs a fragilidade de nossos sistemas de abastecimento de alimentos, desde cadeias de valor complexas até impactos em nossos ecossistemas. “Mas também demonstrou que as empresas e as pessoas estão prontas para se reconstruírem melhor. Essa crise nos oferece a chance de repensar radicalmente como produzimos e consumimos alimentos”, indica.

 

Clique aqui para acessar o relatório (em inglês).

compartilhe:

Assine nossa newsletter

Informe seu e-mail e receba os nossos conteúdos. Respeitamos a privacidade das suas informações não compartilhando-as com ninguém.

Notícias relacionadas

Confira as notícias mais atuais e relevantes para ficar por dentro do que está em debate na agenda do Desenvolvimento Sustentável.

Publicações relacionadas

Quer se aprofundar ainda mais neste assunto? Confira aqui outras publicações relacionadas a esta mesma temática.

Eventos relacionados

Confira nossos próximos eventos relacionados a este tema e junte-se a nós para debater e compartilhar melhores práticas.