Metas brasileiras divulgadas em NY

 

O compromisso do país de adotar metas absolutas de redução da emissão de gases de efeito estufa, anunciado pela presidente Dilma Rousseff, durante conferência da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, é significativo. A avaliação é do We Mean Business, coalizão internacional de mais de 200 empresas de todo o mundo coordenada no Brasil pelo Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS). O setor privado também reconhece que houve avanços expressivos em áreas específicas, como a de energias renováveis. Mas tanto no que se refere à meta global quanto às demais, vê como principal ponto crítico para o Brasil a definição dos meios pelos quais as metas serão implementadas.

Para o CEBDS e associadas signatárias do We Mean Business, será fundamental definir regras adequadas para a implementação das medidas, de modo a garantir, na prática, que o país alcance os objetivos propostos. O setor privado está disposto e empenhado em trabalhar junto com o governo para que a ambição brasileira se torne realidade, contribuindo efetivamente para a retomada do crescimento econômico em termos mais sustentáveis e para a pavimentação do caminho rumo à economia brasileira de baixo carbono.

“Consideramos que a participação do setor empresarial é fundamental para que todas as metas apresentadas sejam não apenas implementadas, mas também monitoradas, e se transformem em realidade. O anúncio feito pela presidente Dilma deve ser lido como um ponto de partida, e não de chegada para que o país retome o seu crescimento em termos mais sustentáveis e desenvolva uma economia de baixo carbono”, afirma Marina Grossi, presidente do CEBDS. O novo acordo deverá conter mecanismos que promovam a geração de novas tecnologias e a transferência de tecnologias entre países desenvolvidos e em desenvolvimento, fomentando a redução de emissões.

Apesar do cenário político-econômico atual, as lideranças empresariais do país apostam que a virada em direção à economia de baixo carbono pode contribuir para reconduzir o Brasil ao caminho da recuperação, criando novas ondas de desenvolvimento sustentável, especialmente em áreas em que o país tem vantagens competitivas.

Veja o documento na íntegra: INDC Brasileira

compartilhe:

Assine nossa newsletter

Informe seu e-mail e receba os nossos conteúdos. Respeitamos a privacidade das suas informações não compartilhando-as com ninguém.

Notícias relacionadas

Confira as notícias mais atuais e relevantes para ficar por dentro do que está em debate na agenda do Desenvolvimento Sustentável.

Publicações relacionadas

Quer se aprofundar ainda mais neste assunto? Confira aqui outras publicações relacionadas a esta mesma temática.

Eventos relacionados

Confira nossos próximos eventos relacionados a este tema e junte-se a nós para debater e compartilhar melhores práticas.