CEBDS entrega estudo sobre NDC brasileira ao Itamaraty

Nesta quinta-feira (27), o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) entregou o estudo Oportunidades e Desafios das metas da NDC brasileira para o setor empresarial a representantes do Palácio do Itamaraty e Ministério do Meio Ambiente (MMA). A entrega aconteceu durante a reunião preparatória para a Conferência das Partes – COP23, que será realizada de 7 a 17 de novembro, em Bonn, na Alemanha.

O encontro, aberto à sociedade civil, debateu as prioridades do Brasil para a conferência internacional e serviu para os setores do governo federal responsáveis pelo encaminhamento das questões climáticas atualizarem a todos sobre as ações que vêm sendo implementadas.

“Em um cenário de dúvidas sobre a permanência do EUA no Acordo de Paris, o governo brasileiro se mostrou empenhado em reforçar a relevância e importância do cumprimento de nossas metas para a transição para a economia de baixo carbono. Nesse sentido, os resultados do nosso estudo estão bastante alinhados aos anseios do governo e de outros atores, inclusive aqueles que desejam uma NDC mais ambiciosa”, afirmou a assessora técnica e coordenadora da Câmara Temática de Mudança do Clima e Energia do CEBDS, Laura Albuquerque.

Além de representantes da sociedade civil, participaram da reunião o diretor do departamento de Monitoramento, Apoio e Fomento de Ações em Mudança do Clima do MMA, Adriano Santhiago; o diretor do departamento de Sustentabilidade Ambiental do Itamaraty, Reynaldo Salgado; o embaixador José Antônio Marcondes; e o chefe da Divisão de Clima, Ozônio e Segurança Química do Itamaraty, Felipe Ferreira.

Oportunidades e desafios da NDC brasileira

O CEBDS lançou o estudo Oportunidades e Desafios da NDC brasileira para o Setor Empresarial em encontro com o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, no dia 11 de abril, com a presença de representantes das empresas CPFL Energia, Ambev, Braskem, Alcoa e Abralatas, além do presidente do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, Alfredo Sirkis, o secretário de Mudança do Clima e Florestas do MMA, Everton Lucero e o diretor do Departamento de Políticas e Mudanças Climáticas do MMA, José Miguez. O documento se debruça sobre os compromissos que o Brasil assumiu no âmbito do Acordo de Paris (NDC brasileira) do ponto de vista dos negócios, apontando concretamente as vantagens econômicas que o país pode e deve aproveitar.

O estudo traz uma abordagem integrada e uma avaliação dos compromissos sob uma perspectiva macroeconômica. Ao mesmo tempo, destrincha as principais questões a serem enfrentadas pelas empresas e pelo governo em cinco setores: o florestal, o de energia, o agropecuário, o industrial e o de transportes.

O material está disponível para download em nosso site e pode ser baixado integralmente ou em partes.

Share:

Sign up for our newsletter

Enter your email and receive our content. We respect the privacy of your information by not sharing it with anyone.

Related news

Check out the most current and relevant news to stay on top of what is being debated on the Sustainable Development agenda.

Related publications

Want to go deeper into this subject? Check here other publications related to this same theme.

related events

Check out our upcoming events related to this topic and join us to discuss and share best practices.