Novembro Azul: é necessário se cuidar 

O Novembro Azul é um movimento internacional que acontece durante o mês de novembro para reforçar a importância de conscientização e prevenção do câncer de próstata. Esse tipo de câncer é o segundo mais comum entre os homens brasileiros e as maiores vítimas são homens a partir dos 50 anos, e pessoas com presença da doença em parentes de primeiro grau, como pai, irmão ou filho.

O que é câncer de próstata?

Durante o funcionamento da próstata, que é uma glândula masculina que fica logo abaixo da bexiga e à frente do reto, algumas células podem se desenvolver e multiplicar de forma anormal, provocando o surgimento de um tumor. 

De acordo com o INCA, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Estima-se 68.220 mil novos casos da doença no país, em 2018. O risco estimado é de cerca de 66,12 novos casos para cada 100 mil homens.

Quando procurar o médico?

Ao sentir sinais e sintomas do câncer de próstata, entre eles: dificuldade em urinar; diminuição do jato de urina; necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite; e sangue na urina. A detecção da doença pode ser realizada com exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos (diagnóstico precoce).

Como é realizado o diagnóstico de câncer de próstata?

O exame de PSA (Antígeno Prostático Específico) é realizado anualmente para acompanhar alterações específicas na próstata. O resultado, quando alterado, pode indicar situações como inflamações, infecções, hiperplasia (crescimento benigno) e também o surgimento do câncer de próstata. 

O toque retal e a dosagem do PSA tem como finalidade indicar a necessidade da biópsia da próstata (retirada e análise de fragmentos da glândula e única forma de confirmar uma suspeita de câncer). A realização de exames é recomendada quando há presença de sinais e sintomas, conforme preconiza o Ministério da Saúde.

Detecção precoce do câncer de próstata 

Segundo o Instituto Nacional do Câncer, a detecção precoce do câncer é uma estratégia para encontrar o tumor em fase inicial e, assim, possibilitar melhor chance de tratamento.

Para o INCA a detecção pode ser feita por meio da investigação, com exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos, de pessoas com sinais e sintomas sugestivos da doença (diagnóstico precoce), ou com o uso de exames periódicos em pessoas sem sinais ou sintomas (rastreamento), mas pertencentes a grupos com maior chance de ter a doença. No caso do câncer de próstata, esses exames são o toque retal e o exame de sangue para avaliar a dosagem do PSA (antígeno prostático específico).

De acordo com o INCA não há evidência científica de que o rastreamento do câncer de próstata traga mais benefícios do que riscos. Sendo assim, o Instituto não recomenda a realização de exames de rotina com essa finalidade. Caso os homens busquem ativamente o rastreamento desse tipo de tumor, o Instituto recomenda, que eles sejam esclarecidos sobre os riscos envolvidos e sobre a possível ausência de benefícios desses exames feitos como rotina. 

Já o diagnóstico precoce desse tipo de câncer possibilita melhores resultados no tratamento e deve ser buscado com a investigação de sintomas como:

  • Dificuldade de urinar
  • Diminuição do jato de urina
  • Necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite
  • Sangue na urina
  • Na maior parte das vezes, esses sintomas não são causados por câncer, mas é importante que eles sejam investigados por um médico.

 

Texto elaborado com informações do Instituto Nacional do Câncer

Share:

Sign up for our newsletter

Enter your email and receive our content. We respect the privacy of your information by not sharing it with anyone.

Related news

Check out the most current and relevant news to stay on top of what is being debated on the Sustainable Development agenda.

Related publications

Want to go deeper into this subject? Check here other publications related to this same theme.

related events

Check out our upcoming events related to this topic and join us to discuss and share best practices.