CEBDS lançará Compromisso Empresarial para a Biodiversidade

A convocação para as empresas aderirem ao Compromisso Empresarial para a Biodiversidade foi realizada no Diálogo sobre Metas para biodiversidade, realizado no Seminário CEBDS 2019

O Brazilian Business Commitment to Biodiversity realizado pelo CEBDS será lançado no dia 29/10, no RJ. A publicação é uma contribuição do setor privado que será levado a COP da Biodiversidade, na China. Aderiram ao compromisso, Anglo American, Bayer, Boticário, BRK, Eletrobras, Equinor, Furnas, Natura, Philip Morris Brasil, Shell, Suzano e Votorantim Cimentos.

Todas as empresas, associadas ou não ao CEBDS, podem se comprometer com o Compromisso. Com o documento, que tem nove metas, as empresas se dispõem com objetivos como disponibilizar publicamente as informações sobre diversidade biológica nas áreas de atuação da empresa, com o objetivo de colaborar com a gestão da biodiversidade da região e dar transparência a essas informações junto à sociedade ou potencializar ações de conservação e recuperação nas regiões onde a empresa está inserida, buscando um impacto líquido positivo em biodiversidade.

Globalmente, uma coalizão da qual o WBCSD faz parte, a Business for Nature pede ações para reverter a perda da natureza e restaurar os sistemas naturais vitais do planeta. A coalizão busca trazer uma voz de negócios unida para as negociações internacionais e ajudar a entregar o resultado necessário. 

O Brasil abriga a maior biodiversidade do planeta, com mais de 20% do número total de espécies. Pela sua posição, o Brasil tem especial contribuição no cumprimento das metas nacionais e internacionais de proteção da biodiversidade. Além disso o país abriga também uma rica sociobiodiversidade, representada por mais de 200 povos indígenas e por diversas comunidades – como quilombolas, caiçaras e seringueiros, para citar alguns – que reúnem um inestimável acervo de conhecimentos tradicionais sobre a conservação da biodiversidade.

A Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (CQNUMC), também conhecida como UNFCCC (United Nations Framework Convention on Climate Change), estabelece que os países-membro devem promover o manejo sustentável e a conservação de florestas e de outros ecossistemas terrestres para atingir o equilíbrio climático, reconhecendo a ligação entre o equilíbrio climático e a conservação da biodiversidade. 

A UNFCCC ressalta a importância de se evitar mudanças perigosas no sistema climático para permitir que os ecossistemas se adaptem naturalmente às transformações, uma vez que problema da proteção da biodiversidade agrava-se com as mudanças climáticas. 

Na COP da Biodiversidade, que será na China, os líderes mundiais terão a oportunidade de forjar um acordo internacional para reverter a perda de natureza semelhante ao Acordo de Paris de 2015 sobre mudança climática.

É necessário estabelecer métricas para a biodiversidade 

Um questão relevante é a necessidade de estabelecimento de métricas para a biodiversidade. É possível uma empresa afirmar, com algum respaldo metodológico, que apresenta um impacto líquido positivo? Como podemos trabalhar para criar um maior consenso em torno das métricas para a biodiversidade? 

Essas e outras questões permeiam os debates e o planejamento para se atingir os objetivos propostos. A iniciativa Alinhando Medidas de Biodiversidade para Empresas que será apresentada no evento de lançamento do Compromisso, tem como objetivo formar um visão comum entre os principais interessados ​​na medição, monitoramento e divulgação dos impactos corporativos na biodiversidade e dependências. Isso incentivará o desenvolvimento de mais credibilidade aos indicadores de contribuição corporativa para as metas globais de biodiversidade relatórios corporativos e estruturas de políticas globais.

A maioria das empresas depende da biodiversidade, diretamente ou por meio de suas cadeias de suprimentos. É a biodiversidade que fornece recursos críticos sobre os quais os processos dependem. Ao impactar negativamente a biodiversidade, as empresas correm o risco de perder esses recursos. As organizações financeiras que investem nas empresas também podem estar expostas à riscos, se impactos na biodiversidade não são minimizados.

Share:

Sign up for our newsletter

Enter your email and receive our content. We respect the privacy of your information by not sharing it with anyone.

Related news

Check out the most current and relevant news to stay on top of what is being debated on the Sustainable Development agenda.

Related publications

Want to go deeper into this subject? Check here other publications related to this same theme.

related events

Check out our upcoming events related to this topic and join us to discuss and share best practices.