Chile estuda aumentar investimento sustentável

O Chile, que irá receber a Conferência do Clima (COP25) entre 2 e 13 de dezembro, está focado na sustentabilidade e estuda transferir mais investimentos para projetos ecologicamente corretos. Autoridades responsáveis pelo Fundo de Estabilização Econômica, de US$ 14 bilhões, e o Fundo de Reservas de Pensões, com US$ 10 bilhões, analisam se vale a pena aumentar investimentos em ativos que levem em conta questões ambientais, sociais e de governança, segundo Andrés Pérez, coordenador internacional de finanças do Ministério da Fazenda do Chile.

Com essa medida, o país entra no grupo de outros países com fundos estatais que buscam práticas de investimento que vão de acordo com as práticas de sustentabilidade e que respeitam os direitos dos trabalhadores. A GIC, de Cingapura, tem investido em empresas de energia renovável e a Temasek Holdings, do mesmo país, está está criando um fundo de investimento de impacto. A Noruega é outro país preocupado com a sustentabilidade, e em março, informou que pretende aumentar as restrições aos investimentos em carvão para seu fundo soberano de US 1 trilhão, dando mais espaço para ativos de infraestrutura de energia renovável. 

Know more: https://www.valor.com.br/financas/6356197/chile-estuda-aumentar-investimento-sustentavel

Share:

Sign up for our newsletter

Enter your email and receive our content. We respect the privacy of your information by not sharing it with anyone.

Related news

Check out the most current and relevant news to stay on top of what is being debated on the Sustainable Development agenda.

Related publications

Want to go deeper into this subject? Check here other publications related to this same theme.

related events

Check out our upcoming events related to this topic and join us to discuss and share best practices.