Unilever mostra progressos no Plano de Sustentabilidade

A demanda do consumidor por marcas sustentáveis está crescendo, de acordo com dados divulgados pela Unilever Brasil durante a apresentação do progresso anual do plano de sustentabilidade da empresa. De acordo com o levantamento, 33% dos consumidores realizam compras de forma sustentável, enquanto 21% não compram, mas estariam dispostos a fazê-lo.

A empresa também assumiu o compromisso de, até 2025, ter 100% das embalagens de plástico reciclável, reutilizável ou compostáveis, e que 25% da composição de suas embalagens plásticas sejam de plástico reciclado.

Os dados foram apresentados durante o evento anual do no qual apresenta os resultados da companhia no ano de 2017 e os avanços no Plano de Sustentabilidade, realizado nesta sexta-feira, 18.

Lançado em 2010, o Plano já teve o cumprimento de 80% dos seus compromissos e o desempenho de suas marcas sustentáveis cresce pelo quarto ano consecutivo. Em 2017, as marcas com propósito apresentaram desempenho 46% superior do que o restante do negócio e entregaram 70% do crescimento da companhia.

A companhia tem como meta reduzir pela metade o impacto ambiental de nossos produtos até o ano 2030 e melhorar as condições de vida e trabalho de milhões de pessoas até o ano 2020.

“Acreditamos que o crescimento do negócio deve acontecer de forma sustentável e os números comprovam, que desde o lançamento do Plano de Sustentabilidade, em 2010, fizemos grandes avanços. O fato de nossas marcas sustentáveis continuarem crescendo indica que esse é um modelo de negócios que funciona. Mas, é claro, sempre estamos em busca de melhorias. O foco agora é buscar cada vez mais agilidade e escala de impacto”, afirma Fernando Fernandez, presidente da Unilever Brasil.

Durante o evento, a Unilever realizou o painel “Ideias Circulares: Obstáculos e Soluções da Cadeia Brasileira de Reciclagem” que contou com a presença de representantes da sociedade civil, Governo, ONG’s e iniciativa privada.

Gestão de Resíduos na Unilever

De 2008 a 2017, dados globais da Unilever revelam a redução de 98% dos resíduos enviados para aterros sanitários. Em relação aos resíduos associados ao descarte de seus produtos, a diminuição foi de 29%. No Brasil, toda operação (fábricas, centros de distribuição e escritórios) já atingiu a marca “Aterro Zero”.

Focado na redução da geração de resíduos, a companhia investe de maneira consistente em produtos concentrados e em refis, além de desenvolver embalagens que utilizem menos matéria-prima sem deixar de entregar ao consumidor qualidade e segurança. Um exemplo é o programa pioneiro Estações de Reciclagem Pão de Açúcar Unilever. Em seus 17 anos, o projeto coletou mais de 110 mil toneladas.

 

DEMAIS AVANÇOS DO PLANO DE SUSTENTABILIDADE DA UNILEVER (USLP)

MELHORIA DA SAÚDE E DO BEM-ESTAR

-39% do portfólio atende aos mais altos padrões nutricionais;

– Uma grande reformulação está em andamento em todas as nossas categorias de produtos e fizemos um progresso significativo na redução de sal, gordura saturada, calorias e açúcar;

– Por exemplo, em 70% dos mercados onde vendemos sorvetes agora temos mini versões. Em 2017, lançamos o Mini Magnum na Índia e três variantes de Mini Cornetto no Brasil.

REDUÇÃO DO IMPACTO AMBIENTAL

– Redução de 47% a emissão de CO2 pelo consumo de energia em nossas fábricas. Atingimos a meta quatro anos antes do planejado (43% em 2016);

– Redução de 39% no consumo de água por tonelada de produto (37% em 2016);

– Redução de 98% dos resíduos enviados para aterros sanitários;

– No fim de 2017, 109 das nossas fábricas em 368 países estavam usando 100% de eletricidade de fonte renovável, respondendo por 65% do consumo total de eletricidade da companhia. Das 12 fábricas carbono zero da Unilever no mundo, 2 são brasileiras (Goiânia e Pouso Alegre)

 

 MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE VIDA

– Acreditamos que o empoderamento feminino é o maior facilitador do desenvolvimento humano e do crescimento econômico. Estamos construindo uma organização com equidade de gênero. Até o fim de 2017, 47% dos cargos de gerência eram ocupados por mulheres, acima dos 46% em 2016;

– Em 2017, também permitimos que 1,2 milhão de mulheres em todo o mundo acessassem iniciativas com o objetivo de promover sua segurança, desenvolver suas habilidades e ampliar suas oportunidades.

– Em nosso progresso na criação de um negócio mais inclusivo, em 2017 possibilitamos que cerca de 716 mil pequenos agricultores tivessem acesso a iniciativas que visam melhorar suas práticas agrícolas ou aumentar sua renda;

Share:

Sign up for our newsletter

Enter your email and receive our content. We respect the privacy of your information by not sharing it with anyone.

Related news

Check out the most current and relevant news to stay on top of what is being debated on the Sustainable Development agenda.

Related publications

Want to go deeper into this subject? Check here other publications related to this same theme.

related events

Check out our upcoming events related to this topic and join us to discuss and share best practices.