Virada Sustentável Rio divulga programação 2018

A Virada Sustentável – Rio 2018 divulgou a programação de sua segunda edição carioca na terça-feira, dia 15, em evento para a rede da Virada – que inclui parceiros, realizadores e convidados – no Museu de Arte do Rio (MAR). Este ano o festival terá um dia a mais de atividades que tomarão conta da cidade entre 7 e 10 de junho. O objetivo é aumentar o engajamento da sociedade em relação ao tema sustentabilidade usando elementos lúdicos, festivos e inspiradores como ferramentas.

O festival busca unir causas e organizações transformadoras, proporcionando uma virada de consciência na população. Assim como em sua primeira edição, todas as atividades têm entrada gratuita. Na edição de 2017 o festival promoveu mais de 400 atrações e ocupou 39 bairros em 84 locais do Rio de Janeiro.

O Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) é um dos apoiadores do evento e participará de dois painéis: um sobre água, com a presença da diretora de Relações Institucionais, Ana Carolina Szklo, e outro sobre clima, com a assessora técnica, Laura Albuquerque. A braskem, empresa associada ao CEBDS, é uma das patrocinadoras do evento.

A Virada Sustentável reúne atrações culturais, apresentações musicais, atividades infantis, oficinas, performances, atividades zen, rodas de conversa. No campo do conhecimento, serão realizados onze painéis com temas relevantes da sustentabilidade em seu sentido mais amplo, conduzidos por especialistas e com a participação de representantes de todos os setores da sociedade.

O festival acontecerá em diversas regiões do Rio de Janeiro e também em outras cidades do Grande Rio. Pontos estratégicos como a Praça dos Arcos da Lapa, o Parque das Figueiras na Lagoa, o Museu de Arte do Rio (MAR),  o Museu do Meio Ambiente no Jardim Botânico e o Parque Madureira serão cenários da Virada Sustentável 2018, com programação para todas as idades.

Destaques da programação Virada Sustentável Rio 2018

No dia 7 de junho, quinta-feira, a Virada Sustentável começará com uma Regata Ecológica que fará um mutirão de limpeza na Baía de Guanabara, coordenada pelo Instituto Rumo Náutico, da família Grael, em Niterói. Também terá a exibição do documentário “Baía Urbana”, seguido de debate com o diretor Ricardo Gomes. No Museu de Arte do Rio (MAR), acontecerão três painéis da Virada ao longo do dia, com os temas “Igualdade Social”, “Segurança Pública” e “Mobilidade Urbana”. À noite, acompanhando o espírito do festival, a Virada transformou o tradicional coquetel de abertura para patrocinadores em uma ação social em que os mesmos serão voluntários no Refettorio Gastromotiva, servindo o jantar para 90 pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Na sexta-feira, dia 8, acontece a abertura oficial da Virada Sustentável no Museu de Arte do Rio (MAR), com um painel de abertura, com o tema “Parcerias para a Sustentabilidade”, seguido pelos painéis de “Águas”, “Novas Economias” e “Economia Circular”. Na Praça dos Arcos da Lapa acontecerão diversos shows musicais, tendo uma atração de destaque ainda a ser divulgada. Neste dia a Casa de Cultura Laura Alvim, em Ipanema, será palco de oficinas, rodas de conversa e exposição artística. No Cantagalo, o Favela Hub apresenta filme de realidade virtual da Conservação Internacional, oficinas, rodas de conversa e apresentações artísticas. No Bondinho do Pão de Açúcar, no Morro da Urca, acontece um seminário e exibição de curta-metragens da Semana do Meio Ambiente da Unirio. Na Casa Anitcha, no Grajaú, na Casa Gaia, no Méier, na Mi Casa 328, em Jacarapaguá, e em Nova Sepetiba acontecem mais apresentações artísticas, oficinas e rodas de conversa.

No sábado, dia 9, acontecerão três painéis da Virada ao longo do dia no Museu de Arte do Rio (MAR), com os temas “Clima”, “Alimentação” e “Igualdade de Gênero”. O Parque das Figueiras, na Lagoa, será totalmente ocupado com diversas atividades artísticas, de ação e conhecimento e de saúde e bem-estar. No Refettorio Gastromotiva, na Lapa, e na Paróquia São José da Lagoa haverá feiras orgânicas, rodas de conversa e oficinas. O Parque Madureira será palco do projeto associado “Corpos (in)visíveis” com diversas atividades artísticas e de conhecimento. Na Casa Anitcha, na Casa Gaia, na Mi Casa 328 e em Nova Sepetiba a programação continua neste dia com diversas atrações.

 No domingo, dia 10, o Museu do Meio Ambiente, no Jardim Botânico, é o cenário do painel “Diálogos Interreligiosos” e de um ato com líderes de diversas religiões. No Parque das Figueiras, na Lagoa, segue a programação da Virada com diversas atividades, até seu encerramento com uma grande festa artística ao final do dia.

Sobre a Virada Sustentável

Movimento de mobilização para a sustentabilidade, a Virada Sustentável organiza o maior festival sobre o tema no Brasil. Com início em 2011, em São Paulo, já realizou edições nas cidades do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Salvador e Manaus, entre outras. Sua concepção temática tem como base os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, definidos pela ONU, que são também os princípios que orientam a programação do festival em todas as cidades. Envolve articulação e participação direta de organizações da sociedade civil, órgãos públicos, coletivos de cultura, movimentos sociais, equipamentos culturais, empresas, escolas e universidades, entre outros, com o objetivo de apresentar uma visão positiva e inspiradora sobre a sustentabilidade e seus diferentes temas para a população, além de reforçar as redes de transformação e impacto social existentes nas diferentes cidades.

Share:

Sign up for our newsletter

Enter your email and receive our content. We respect the privacy of your information by not sharing it with anyone.

Related news

Check out the most current and relevant news to stay on top of what is being debated on the Sustainable Development agenda.

Related publications

Want to go deeper into this subject? Check here other publications related to this same theme.

related events

Check out our upcoming events related to this topic and join us to discuss and share best practices.