Empresas pedem aos governos a adotarem medidas sustentáveis audaciosas

A “Business for Nature”, coalizão global de organizações e empresas, pede uma ação concreta dos governos em estabelecerem um novo acordo para a natureza e as pessoas. A Coalizão trabalhou com empresas de diferentes setores, dos cinco continentes e com outras organizações para desenvolver recomendações de políticas públicas.

Cinco recomendações para os governos 

  1. Fornecer direção: Governos devem adotar metas globais baseadas pela ciência para reverter a perda da natureza até 2030 e reconhecer que estamos enfrentando uma emergência planetária;
  2. Alinhar, integrar e aplicar políticas para a natureza, as pessoas e o clima: Governos devem contribuir com uma maior coerência à governança da ONU, incluir a natureza como uma das partes principais de políticas públicas e garantir a aplicação efetiva das leis ambientais;
  3. Ir além dos lucros de curto prazo e o PIB: Governos devem valorizar e incorporar a natureza na tomada de decisões para que governos de diferentes esferas, empresas e organizações financeiras possam tomar melhores decisões a longo prazo;
  4. Financiar uma transformação socialmente justa: Governos devem reestruturar subsídios e incentivos para recompensar ações positivas na natureza, juntamente com modelos de negócios inovadores e circulares; e promover soluções financeiras que apoiem a natureza;
  5. Envolver, capacitar e colaborar: Governos devem incentivar e unir esforços pela natureza para que os setores público e privado possam implementar soluções e empoderar a sociedade a participar.

“O desempenho financeiro é irrelevante em um planeta sem vida. As empresas estão se unindo e pressionando os governos a apoiarem essas recomendações para criar condições equitativas e um ambiente operacional estável. Ao demonstrar o valor oculto da natureza e as consequências econômicas por não conseguirmos proteger os ecossistemas, poderemos incorporar a natureza como elemento vital na tomada de decisão dos principais negócios, dos sistemas financeiros e governos.” (Eva Zabey, Diretora Executiva da Business for Nature)

As empresas ocupam um papel de protagonismo no desenvolvimento sustentável. E, assumem compromissos e metas, não só para não impactarem negativamente o meio ambiente, mas também para restaurar a natureza.

O presidente executivo do Conselho de Administração e CEO do Grupo Natura & Co, Roberto Marques, diz
que “o planeta não pode esperar. Na Natura & Co, nos esforçamos para equilibrar as metas econômicas, ambientais e sociais em todos os aspectos da sociedade e dimensionar nossos esforços coletivos sem perder tempo para enfrentar a crise climática. Todos nós temos a responsabilidade de trabalhar juntos para proteger os recursos naturais do mundo e, finalmente, o bem-estar e o futuro de nossas comunidades.”

Share:

Sign up for our newsletter

Enter your email and receive our content. We respect the privacy of your information by not sharing it with anyone.

Related news

Check out the most current and relevant news to stay on top of what is being debated on the Sustainable Development agenda.

Related publications

Want to go deeper into this subject? Check here other publications related to this same theme.

related events

Check out our upcoming events related to this topic and join us to discuss and share best practices.