Marina Grossi fala ao Financial Times sobre sustentabilidade

O jornal londrino Financial Times publicou esta semana um caderno especial sobre o Brasil e o desafio da sustentabilidade no país, com foco na Amazônia. Chamada de “The Road to Sustainability”, a edição traz uma entrevista com a presidente do CEBDS, Marina Grossi, sobre como a agenda ESG está afetando os negócios brasileiros. Participam também do suplemento Walter Schalka, presidente-executivo da Suzano; Ilan Goldfajn, presidente do Credit Suisse Brasil e ex-presidente do Banco Central do Brasil; Wesley Batista Filho, presidente da JBS América Latina e Seara; e Annelise Vendramini, coordenadora do programa de finanças sustentáveis ​​da escola de negócios FGV-EAESP. A conversa foi com o editor para a América Latina Michael Stott e com o chefe do escritório no Brasil Bryan Harris. Confira.

FT: Como as empresas brasileiras veem a agenda ESG agora?

Marina Grossi, President of CEBDS: Começamos a trabalhar em um movimento de combate ao desmatamento ilegal. A mensagem principal é que os CEOs [do Brasil] estão preocupados com a ilegalidade e agora temos cerca de 90 empresas inscritas. Começou como um Comunicado, mas agora é um movimento, porque estamos conversando com todas as autoridades do governo [e dizendo]: Não é uma questão de governo ou de partido, é uma questão de chances do Brasil competir nesta nova economia. A ideia de que podemos preservar e produzir é a mensagem mais importante do Comunicado.

Share:

Sign up for our newsletter

Enter your email and receive our content. We respect the privacy of your information by not sharing it with anyone.

Related news

Check out the most current and relevant news to stay on top of what is being debated on the Sustainable Development agenda.

Related publications

Want to go deeper into this subject? Check here other publications related to this same theme.

related events

Check out our upcoming events related to this topic and join us to discuss and share best practices.